Os 30 termos que o profissional do e-mail marketing precisa conhecer

DinamizeDica, Dicas do Mail2Easy PRO, Mail2EasyPro

Quem trabalha com marketing digital sabe: as terminologias da área são inúmeras e muitas vezes são usadas em inglês, pois geralmente têm um significado prático que se perderia ao traduzir.

Sem um pouco de ajuda, fica bem difícil de entender os relatórios das soluções disponíveis no mercado e os diversos artigos e materiais sobre o assunto. Mas não se preocupe! Nossos especialistas prepararam este glossário completíssimo: os 30 termos mais utilizados no e-mail marketing, cada um bem explicado, e que abrange boa parte do que você precisará para atuar na área.


Veja abaixo a lista completa:

1) Teste A/B: é uma técnica que consiste basicamente em utilizar uma amostra de público, e sobre esta amostra, realizar duas ou mais versões de um disparo, alterando parâmetros como o assunto ou o corpo do e-mail (texto, cor, imagens). Saiba mais detalhes neste artigo


2) Gif animado: é uma imagem que fica mudando, como uma animação só que de alguns segundos, que geralmente fica repetindo diversas vezes. Neste artigo vamos usar também 😉

O gif animado tem um efeito interessante de aumento no engajamento, ou seja, na interação dos contatos,  se usado moderadamente nas peças de e-mail ou nas suas landing pages, para mais detalhes, veja aqui


3) Autoresponder: mensagens automáticas que são disparadas a partir da ação de um contato. Um e-mail de boas-vindas por exemplo.


4) Behavioral Targeting: é uma forma de customização de conteúdo que se baseia no comportamento do contato que participa de suas campanhas.


5) Blacklist: é uma lista de remetentes de e-mail com má reputação no mercado. Ter seu remetente em uma blacklist significa que boa parte dos seus e-mails sequer chegará até a caixa de entrada dos seus contatos. Leia mais sobre neste artigo


6) SPAM: é o envio abusivo de e-mail, e configura uma série de posturas errôneas por parte de quem realiza campanhas, desde a compra de bases até o envio não autorizado, golpes de e-mails falsos etc… Leia mais aqui

Aqui na Dinamize, a gente não gosta de SPAM

7) Bounce Rate/Taxa de bounce:  a taxa de bounce é uma métrica que mostra quantos e-mails não foram entregues. Um bounce pode acontecer quando o endereço do contato já não existe mais, seu inbox está cheio, ou por que o servidor de email do contato caiu. As causas podem ser inúmeras, leia mais sobre o assunto aqui.


8) Call-to-Action (CTA): uma palavra ou fase que incita o leitor do e-mail a fazer algo. Geralmente é um botão ou um pequeno banner por exemplo. Ele pode ser também um simples link em uma frase no e-mail.
Veja algumas dicas extras aqui


9) Click Through Rate (CTR):  é a métrica que exibe quantos contatos clicaram em um link. Semelhante e relacionado ao “Unique click through rate” ou clique único, porque o CTR considera o número total de cliques, ou seja, um contato clica mais de uma vez em um link.


10) Click-to-Open Rate (CTOR): métrica que mostra quantas pessoas abriram o e-mail e clicaram em algum dos links do e-mail.


11) Complaint Rate / Taxa de Denúncia: percentual de pessoas que receberam o e-mail e marcaram como spam.


12) Taxa de Conversão: exibe o percentual de quem completou uma ação específica. Uma taxa de 5% de conversão significa que de cada 100 pessoas, 5 se tornaram um lead.


13) CSS: é uma linguagem usada para modificar e definir a aparência de e-mails e páginas da internet. Sigla para “Cascading Style Sheets”


14) Servidor dedicado: se refere a um computador ou infraestrutura na nuvem usada exclusivamente para disparos de e-mail.


15) Entregabilidade: é a capacidade de fazer um e-mail chegar na caixa de entrada do seu contato. Leia este artigo e dê uma olhada neste sobre o impacto das imagens e texto na entregabilidade. 

Faça download dos ebooks

Faça download dos ebooks

16) Domínio: no e-mail, sabe aquele nome após a arroba? ex: suporte@dinamize.com
Isto é um domínio. Geralmente o domínio do e-mail também representa o seu site, mas há domínios chamados públicos como @gmail.com, @yahoo.com.br e etc… esses tipos, usados por todo mundo, você deve evitar em suas ações de e-mail marketing, por que eles conferem aos envios uma baixa reputação.


17) DKIM (DomainKeys Identified Mail): Uma técnica que vincula um domínio à uma mensagem de e-mail. usado para verificar a autenticidade de um remetente e aumentar as taxas de entregabilidade.


18) SPF (Sender policy Framework): SPF é uma tecnologia para combater a falsificação de endereços de retorno dos e-mails (return-path). Confira esse post sobre SPF e DKIM.


19) Double Opt-in: é a forma mais correta de confirmar a inscrição de um novo contato em sua lista de e-mails. Um e-mail de confirmação é enviado, assim que a pessoa informa seus dados, perguntando se ela deseja passar a receber e-mails.


20) Grey Mail: são contatos da sua base que não estão mais interessados em receber seu conteúdo, mas que não se descadastram, nem fazem denúncias de spam. Confira essa materia sobre o assunto.


21) Landing page: é a página em que seu cliente “aterriza”, ou seja, as que são encontradas nos mecanismos de buscas e trazem os leads até o seu site. Existem 3 tipos:
Home:
geralmente é a pagina inicial ou capa de um site;
Categoria: é um agrupamento de conteúdos semelhantes, que pode ser uma seção de loja, ou assunto de posts, etc…
Produto/serviço: apresentação de features com objetivo direto de conversão.
Saiba mais detalhes neste post.


22) Automação de Marketing: é o mecanismo que permite automatizar tarefas de publicação de post, envio de newsletters, importações de base etc… o Mail2Easy PRO possui automação.

Automatizar o marketing resolve muitos problemas e economiza recursos

23) Inbound Marketing: metodologia focada em atrair leads oferecendo conteúdos.


24) Segmentação de contatos: permite separar perfis de personas, para otimizar e personalizar conteúdos para  cada uma delas, saiba mais.


25) Bloqueio: problema gravíssimo de entregabilidade. Em um bloqueio, ninguém recebe seus e-mails, nem mesmo se você enviar um para você mesmo.


26) Spamtrap/honeypot: spamtraps são e-mails antigos ou desativados, que são transformados em armadilhas para detectar envios feitos por spammers e colocá-los em blacklist’s.


27) E-mail service provider (ESP): um ESP é uma empresa que prove uma ferramenta ou serviço, que permite realizar envios massivos de e-mail  para seus clientes, prospects e leads. Muitos ESP’s também provêm estratégia e serviços de consultoria. Nós da Dinamize, através da nossa solução de e-mail marketing, o Mail2Easy PRO, somos um ESP também 😉


28) Tracking script: código de programação que deve ser inserido em aplicativos, sites ou landing pages para descobrir comportamentos do contato nas campanhas.


29) List Growth / Taxa de crescimento de base: o quão rápido sua lista de contatos cresce? Você adiciona pessoas, ou elas mesmos se inscrevem? Se o crescimento é natural e a renovação da lista acontece, a taxa de crescimento é um indicador de saúde e entregabilidade da sua base.


30) Descanso de base: técnica para melhorar a entregabilidade através de uma gestão inteligente da entrega de e-mail, dando  descansos em envios para contatos que diminuíram seu engajamento ou envolvimento com as campanhas. Leia mais sobre essa técnica neste artigo.


Gostou deste artigo?

Faça o download aqui


Fontes:
https://www.pinpointe.com/blog/email-marketing-terms
http://www.marketingprofs.com/articles/2011/4358/17-email-marketing-terms-every-business-should-know
https://phrasee.co/awesome-glossary-of-email-marketing-terms/
https://analytics.googleblog.com/2009/08/value-of-landing-pages.html



Deixe um comentário

Conteúdo relacionado