7 segredos que ninguém vai te contar sobre email marketing

DinamizeCapa, Dica, Dicas do Mail2Easy PRO, Dinamize

7 segredos que ninguém vai te contar sobre email marketing
A criação e planejamento de campanhas de emails já é parte vital da estratégia de conteúdo da maioria das agências digitais, veículos de notícias e do e-commerce em geral. Pensando nisso, criamos este post exibindo estes 7 segredos do email marketing, que são dicas preciosas para o dia a dia de quem trabalha nesta área:


1) Relacionar usabilidade e comportamento do público alvo é muito importante

Geralmente pensamos na usabilidade em sistemas ou aplicativos, mas pensar nos elementos que vão compor sua peça de email é fundamental para um bom desempenho de campanha.

A facilidade com que o destinatário da sua mensagem identifica os elementos do email, como destaques e call-to-actions, é o que permitirá boas taxas de cliques e leitura. Mas há algo mais: você pode descobrir o dispositivo  mais usado na visualização pelo público. O uso de smartphones e notebooks varia muito entre as gerações, e saber disso é um grande diferencial na construção do visual do email.

Atenção! Encher caixas de entrada de um público sem interesse só ajuda a aumentar a fama de spam que já conhecemos. O segredo aqui é apostar nos usuários que solicitaram as mensagens para não correr nenhum risco de rejeição, criando assim mais oportunidades a cada email disparado.

Segundo o site MediaPost, a geração Y, ou Millenials, tende a verificar a caixa de entrada de emails mais do que as pessoas de outras idades. De acordo com a pesquisa da empresa norte-americana, enquanto 3 entre 4 pessoas mais velhas costumam abrir emails no desktop, essa proporção sobe para 9 entre 10 entre os Millenials.

O que isso quer dizer?  Como a visualização dos emails em notebooks e desktops é mais alta para Millenials, se eles são o seu foco, suas peças podem ter elementos grandes, como botões, gifs e subtítulos, pois haverá espaço útil na tela para isso 😉


2) O poder de vendas do email marketing ultrapassa a imaginação

O número de usuários de email em todo o mundo deverá atingir 2,9 bilhões de usuários até 2019, segundo o Portal Statista. É um enorme público, um vasto mercado!

É evidente que em qualquer ação de marketing espera-se um retorno sobre a estratégia praticada, mas cabe lembrar que esse formato tem um custo muito baixo e ao mesmo tempo um ROI elevado.

Segundo o site MailMunch, se você tem 2.000 seguidores do Facebook, por exemplo, geralmente entre 2 e 5 pessoas vão visualizar sua publicação de forma orgânica. Já no email, com uma base de 2.000 contatos, 435 pessoas irão visualizar o que foi enviado, conferindo ao email marketing uma taxa de abertura média de 21,73%.

Quer mais um exemplo de como isso pode funcionar? Segundo o Custora E-Commerce Pulse, durante a Black Friday nos Estados Unidos em 2015 o email foi o maior canal de marketing, gerando 25,1% de todas as transações e ultrapassando poderosos recursos como a divulgação em redes sociais ou anúncios pagos.


3) Acesso direto ao seu público

Você verifica seu email diariamente – provavelmente muito mais do que uma vez por dia. Ao visualizar sua caixa de entrada, você está sendo comunicado diretamente e em particular, o que exclui todas as distrações do feed, notificações e mensagens do Facebook, por exemplo. É só você e aquele email.

Considerando que dessa vez você é o remetente, o acesso direto à atenção do seu público não se limita a buscar engajamento, mas também é ótimo para as vendas. A atenção dos usuários está cada vez mais limitada em meio a tanta informação em uma mesma página, e certamente você não quer competir com essas possibilidades de distrações para o seu alvo. O email marketing ajuda nisso, permitindo uma probabilidade maior de manter o acesso do destinatário.


4) Sua lista de contatos é um recurso gerador de leads sob controle

Com as recentes atualizações do Google e outros mecanismos de busca, fica muito mais difícil usar técnicas de SEO para influenciar organicamente as pesquisas, o que tira o poder de dominar os rankings ou de desviar critérios criados por eles para pontuar no posicionamento dos resultados.
Da mesma forma, redes sociais como o Facebook, Twitter e Instagram, controlam com perfeição quem pode ver as suas postagens.

O email marketing se fortalece frente às mídias sociais e mecanismos de busca pois permite ter um controle muito mais preciso de público alvo.
5) A flexibilidade de layout é sua aliada

Com a crescente popularização da internet no mundo, mais e mais pessoas estão usando dispositivos móveis para ler email.

Aproximadamente 74% dos proprietários de smartphones usam aplicativos para verificar emails, e o celular, segundo a Litmus, representa 51% de todos as aberturas de email. Quando seus emails ficam bem no celular, suas taxas de abertura aumentam, e certamente haverá maior engajamento. O Gmail implementou mudanças recentes para auxiliar neste quesito.


6) O email marketing é mais do que disparar mensagens

Utilizar o email marketing requer uma estratégia bem pensada na hora de colocar em prática essa ferramenta tão influente, exigindo um planejamento organizado para desenvolver o conteúdo e não jogar fora todo o potencial oferecido por esse meio.

Portanto, é preciso entender que o email vai muito além do que um simples disparo de mensagens. Para atingir o público certo no momento ideal, os emails devem ser categorizados e adaptados aos contatos. Nesse momento, segmentar e definir as mídias mais adequadas é uma das práticas mais importantes para estruturar o email, além de controlar a frequência de envios para não se tornar excessiva.


7) Medir os resultados de cada ação é fundamental

Muitos profissionais ainda não se deram conta que as ações de email marketing não falam por si só, pensando que o objetivo termina quando o usuário visualiza a mensagem e contribui para o reconhecimento da marca. Na verdade, sem mensurar os resultados, não é possível ter noção se o insight sobre a marca foi positivo ou negativo. Como saber o número de emails visualizados, quais links foram clicados e quantas visitas ao site vieram desses emails?

Medir os resultados é essencial para planejar as ações futuras, analisando o que deu certo e o que não deu e quais os maiores interesses do seu público. Quanto mais apurado for o olhar sobre esses resultados, mais informações serão extraídas para identificar o comportamento da base de contatos. O que facilitará a elaboração de um próximo envio levando em conta as expectativas dos usuários.

Métricas servirão para que você construa um indicador. O indicador sim, permitirá concluir algo sobre um cenário.

Leia o artigo “Métricas e indicadores mais importantes do email marketing” para mais detalhes

Gostou deste artigo?

Faça o download


Fontes:

http://echosis.com.br/blog/4-sobre-e-mail-marketing-voce-nao-sabia/
https://www.statista.com/topics/1446/e-mail-marketing/
http://blog.custora.com/2015/11/black-friday-us-e-commerce-up-16-1-over-black-friday-2014/
http://www.swifterm.com/2017-email-marketing-year-no-matter-what-anybody-tells-you/
https://www.mediapost.com/publications/article/287162/millennials-best-kept-secret-is-out-email-is-t.html
https://codeascraft.com/2014/03/13/responsive-emails-that-really-work/
https://www.mailmunch.co/blog/email-marketing-vs-social-media/
https://litmus.com/blog/mobile-opens-hit-51-percent-android-claims-number-3-spot

Gabriela Giacomini – Jornalista
Francis Fussiger – Analista de Marketing Digital


Conteúdo relacionado

Deixe um comentário