Conheça as configurações e ferramentas essenciais para quem faz Email Marketing

Dinamize EspecialistasCapa, Dica, Dicas do Mail2Easy PRO, Dicas do MKT2Easy, Email MarketingLeave a Comment

Para que suas ações com email marketing tenha bons resultados é necessário verificar se seus envios estão 100% autenticados. Uma vez, ao receber uma mensagem sua, o provedor de seu destinatário realizar uma análise completa para identificar se seu envio é uma mensagem real ou não.


Configurações Obrigatórias para autenticar seu email marketing

Elencamos abaixo algumas das principais configurações para quem realiza ações de email marketing, verifique se você possui todas as validações necessárias.


Configuração de MX (Mail exchange)

MX (Mail exchange) é uma entrada em seu DNS que informa aos provedores onde eles devem entregar uma mensagem de email para você. Similar como ocorre com as entradas A e CNAME usadas em seu DNS com intuito de direcionar os visitantes para visualizar um determinado conteúdo, a entrada MX existe com o objetivo de informar onde seu servidor de email está localizado.

Não possuir uma entrada MX em seu domínio pode fazer com que os provedores marquem seu remetente como inválido e rejeitem sua mensagem. Isso porque, todo conceito de email gira em torno da troca de mensagens. Desta forma, sem ter um local (caixa de MX) para receber respostas o provedor do seu destinatário pode entender que você pode estar realizando envios de conteúdo falso ou malicioso.

Mx - como funciona o envio de email

Como é feito o envio de emails hoje:

Apenas para exemplificar como funciona hoje o processo de envio de emails:

A – Um usuário programa um mensagem para o usuário “E”;

B – O servidor do usuário “A” inicia uma busca no DNS do usuário “E” para saber quem é servidor do usuário “E”;

C – Ele localiza o servidor (MX) do destinatário e encaminha para seu serviço de MX a mensagem;

D – O servidor do destinatário entrega para o usuário “E” a mensagem;

E – O usuário destino recebe a mensagem.

Então antes de iniciar com processo de envio de email marketing, certifique-se de que seu domínio já possui uma caixa de email existente e que a entrada de MX está devidamente configurada em seu domínio. Mesmo que você já possua uma caixa de email, pode ser que não tenha a entrada MX em seu domínio ou ela tenha sido removida.

Para consultar a existência da entrada de MX, sugiro a plataforma MXToolbox, onde você poderá consultar rapidamente essa entrada, basta informar seu endereço de domínio.

Mx consulta

Caso você possua um MX no domínio, irá listar todos os endereços. Alguns provedores exibirão diversas entradas, como é o caso do Google. Mas também poderá ocorrer de haver uma única entrada de MX, o que também é válido.

Mx consulta de mx

Caso não apareça uma entrada de MX respondendo ao seu domínio, entre em contato com a sua hospedagem ou provedor de email, essa é uma informação importante que deverá constar em seu domínio.


Configuração de SPF

O SPF (Sender Policy Framework) é uma tecnologia que visa combater o envio não autorizado de mensagens em nome de um determinado domínio. Ele certifica quais são os IPs autorizados a fazer envios em nome de seu domínio, através de uma include de texto (TXT). Esse método autentica a identidade do servidor de email que está enviando a mensagem (conhecido como HELO), bem como a identidade do email responsável por enviar a mensagem (o MAIL FROM).

Desta forma, ao realizar um envio de email, o provedor do destinatário verificar em seu domínio se o endereço de IP que está enviando a mensagem é autorizado.

Configuração de SPF - Email marketing

Entenda um fluxo de validação da configuração de SPF

Validação de SPF - como funciona

Veja um exemplo de consulta feita ao DNS pelo servidor do destinatário


Configuração de DKIM

O DKIM (DomainKeys Identified Mail) é um protocolo que dá a permissão a um serviço para transmitir uma mensagem, essa validação de permissão pode ser verificada pelos provedores de email, que poderá garantir se a mensagem é ou não autenticada.

Em resumo, a chave de DKIM consiste em assinar as mensagens de seus envios com uma chave pública, para garantir a autenticidade do seu remetente. Ao contrário do SPF, que verifica o envelope (quem está enviando), o DKIM verifica o cabeçalho da mensagem e certifica ao destinatário que o conteúdo não foi alterado até chegar à sua caixa.


Configuração de DMARC

DMARC é a sigla em inglês para “Mensagem Baseada em Domínio de Autenticação, Relatório e Conformidade”, e é uma proposta de normatização para garantia de autenticidade de um email
que tem sido muito bem aceita e largamente adotada, inclusive por grandes players como Google e Microsoft.

Em Outubro de 2015, o Google se comprometeu a adotar e implantar políticas mais duras de DMARC, inviabilizando, por exemplo, que ferramentas de email marketing usem como remetente, emails do domínio @gmail.com.

O DMARC baseia-se nas configurações de SPF e DKIM apresentadas acima. Ambas são mecanismos de proteção e segurança amplamente difundidos e em adicional o DMARC agrega uma função especial de relatórios, que permite monitorar o comportamento dos emails que estão sendo enviados utilizando o seu domínio.

Com a configuração correta do DMARC, é muito mais simples e eficaz determinar se uma mensagem é legitimamente enviada a partir de um suposto remetente; mas não apenas isso: o DMARC permite definir o que fazer se a mensagem realmente não for do remetente.

O DMARC aborda estas questões, ajudando os remetentes de email e receptores a trabalharem em conjunto para emails com melhor segurança, protegendo os usuários e as marcas contra abusos e emails falsos enviados indevidamente com o seu domínio.

dmarc

Como realizar a configuração de DMARC?

Para realizar a configuração de DMARC é necessário possuir acesso à zona de DNS onde seu domínio estiver hospedado e criar uma entrada, conforme orientado abaixo:

Nome da Entrada: _dmarc.meudominio.com
Tipo: TXT
Conteúdo: o conteúdo deve ser criado de acordo com as preferências de sua marca.

dmarc

Tipos de entradas DMARC

Abaixo detalhamos um exemplo de cada tipo de entrada de DMARC. Escolha uma de sua preferência e inclua em seu painel de hospedagem para habilitar DMARC em seu domínio.

De acordo com a sua configuração, o provedor que receber um email de seu domínio sem a configuração de SPF e/ou DKIM, fará a ação definida por você. Além disso, todos as mensagens que passarem por essa verificação, serão incluídos no relatório diário enviado para o endereço cadastrado em sua configuração.

dmarc entradas
Nota: meudominio.comdeve ser substituído pelo domínio do qual você está realizando a configuração.


Configuração de CNAME

A configuração CNAME (Canonical Name) – é responsável pelos redirecionamentos necessários para o funcionamento da ferramenta, como os links da própria plataforma e os dados e estatísticas dos seus relatórios.

Com esses links de redirecionamento, quando houver imagens no seu email, links de visualização externa e descadastro, será muito mais difícil pontuar em ferramentas antis-pam ou cair em blacklists.

O processo de descadastros, contagem de visualizações e rastreamento de cliques é facilitado após a realização desta configuração, pois como já estará com um apontamento direto para ferramenta, será possível agrupar os dados e apresentá-los de uma forma mais simples e eficiente.

Como verifico se estão corretas?

A primeira coisa que você precisa saber é que para cada serviço que você utiliza ou utilizará seu domínio para envios de email, você precisará incluir essa informação em sua configuração de SPF e DKIM. Por exemplo: se você utiliza hoje uma plataforma de email marketing, uma plataforma de atendimentos de suporte, etc. todos eles precisam estar informados em sua configuração de SPF. O mesmo ocorre com o DKIM, sendo necessário a inclusão da chave de DKIM para cada um dos seus serviços. Já o DMARC validará se ambos estão corretos, e se caso não, o provedor deverá aceitar a mensagem ou não.

Uma das formas mais fáceis de saber se seus envios estão autenticados é através de um email recebido realizado através de algum destes serviços que você utiliza. No Gmail, por exemplo, abra um email seu recebido pela sua plataforma de email marketing, por exemplo, e clique em “Mais”.

configurações email
Abrirá uma série de um opções, dentre elas “Mostrar original”, clique nessa opção.

mostrar original email - configurações

Essa opção lhe dará acesso ao cabeçalho do envio, onde terá logo abaixo do “Assunto” da mensagem, as informações de SPF, DKIM e DMARC para aquele envio.

SPF DKIM DMARC


Qual impacto de enviar sem essas configurações?

As configurações de SPF, DKIM e DMARC estão, aos poucos, sendo adotados pelo mercado brasileiro.
Segundo o relatório de benchmark de Entregabilidade 2016 da Return Path, o Brasil está abaixo da média mundial na taxa de entrega na caixa de entrada. No mesmo ano, o Google apresentou em seu blog que quase 86% dos emails aceitos pelo provedor possuiam as configurações de SPF e DKIM autenticadas corretamente.
<h2class=”h4″>DKIM DMARC SPF


Ferramentas de acompanhamento da reputação

Listamos abaixo algumas ferramentas e sites de consultas recomendados para quem realiza ações de email marketing.

Postmaster Google

Essa é uma plataforma que indica como está a reputação do seu domínio e IP junto ao provedor Gmail. Ela também mostra um relatório de taxa de spam, erros de entrega, como estava a autenticação do domínio no momento do envio, entre outros dados.

Para utilizá-la, basta ter uma conta do Google e realizar uma configuração na zona de DNS do seu domínio, criando uma entrada do tipo CNAME ou TXT, para autorizar a verificação da reputação do seu domínio.

postmaster google

SNDS Microsoft

O Microsoft SNDS realiza uma verificação da reputação de seus IPs junto ao Outlook. Para acessar o Microsoft SNDS, você precisará efetuar o login em uma conta da Microsoft e realizar um processo de autorização para que você possa ter acesso às informações sobre seus IPs.
snds microsoft

Senderscore

O Senderscore é utilizado para consultar a reputação dos IPs utilizados em envios. A pontuação dos IPs pode ser de 0 à 100 pontos. Através da pontuação de um IP, podemos saber como será a sua entrega. Quanto maior for a pontuação, melhor será a entrega.

Algumas das métricas avaliadas para determinar a pontuação de um IP são:
Taxa de reclamações: são as denúncias de spam realizadas pelos contatos de seus envios.
Taxa de usuários desconhecidos: envio para contatos com conta ou domínio inválidos.
Acessos de spamtraps: contas inexistentes ou inativas utilizadas por diversos provedores de email, como Hotmail, para encontrar domínios que não têm controle sobre sua base. Bases compradas ou desatualizadas, podem caracterizar spammers.
Blacklists: foram criadas para ajudar os provedores a evitarem a entrega de envios indesejados. Um endereço de IP pode acabar sendo listado em uma blacklist devido a alta taxa de denúncias de spam, contatos inválidos ou envio para spamtraps.

Senderscore


Ferramentas para testes

Existem algumas ferramentas que disponibilizam testes tanto para o conteúdo da mensagem que pretende enviar quanto sobre as configurações do seu domínio, para verificar sua validade. Abaixo, listamos alguns serviços que podem auxiliar nestas verificações.

Litmus

É uma ferramenta utilizada para testar o conteúdo de seus envios e verificar se as configurações do domínio estão validadas. Além dessa análise, também é possível realizar testes da sua peça em diferentes provedores de recebimento, verificando o carregamento correto dela em todos eles.
Na simulação de entrega será indicado em qual local seu email chegou nos diferentes provedores de recebimento, como Hotmail. Os envios podem ser entregues na caixa de entrada, caixa de spam ou lixo eletrônico.
Realizando testes nessa ferramenta, você conseguirá analisar se há algum fator pontuado negativamente no conteúdo ou configurações do seu domínio, para que então você possa realizar alterações melhorando os aspectos prejudiciais antes de realizar o envio final, se certificando que sua campanha alcançará os melhores resultados de entrega e visualizações possíveis.

litmus

litmus

MailTester

O MailTester também é uma ferramenta que realiza testes e análises dos seus envios, verificando se há práticas que devem ser alteradas e validando as configurações do seu domínio no momento do envio.

Mail Tester

Glock Apps

Ferramenta para testes de envio, filtros anti-spam, blacklists e mais dados. Possui limites nas versões gratuitas.

Glock Apps

Postmark

Pelo Postmark, você pode inserir código-fonte de sua peça de email para testá-lo e verificar a pontuação do seu HTML.

 

postmark spamcheck

Todas as configurações de SPF, DKIM, DMARC e CNAME servem para os diferentes provedores identificarem seu envio como autenticado, aumentando assim as chances de seu envio chegar na caixa de entrada de seus destinatários.

Além disso, utilize-se de plataformas para acompanhamento constante da reputação de seus domínios e IPs e procure realizar testes constantes para entender o comportamento dos diferentes filtros anti-spam.


Receba o conteúdo no email

Saiba quais as configurações essenciais para envios de email marketing


Artigo escrito por Caroline Gomes


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.