O que é Growth Hacking e como implementá-lo?

DinamizeDica, Dicas do MKT2Easy, Dinamize, Marketing Digital

Growth Hacking

Growth HackingGrowth Hacking é um processo de experimentação que consiste em encontrar as melhores práticas para criar estratégias eficientes e alavancar o crescimento de seu negócio.

O Termo foi criado por Sean Ellis, empresário, investidor em startups e CEO da GrowthHackers. Como consultor, ele ajudou muitas startups a atingirem um crescimento acelerado, como por exemplo, o Dropbox.

“O objetivo é o verdadeiro crescimento da empresa. Por isso, tudo o que é feito deve ser examinado por seu potencial de impacto sobre o crescimento escalável”.

Muitas vezes, o processo concentra-se em alternativas de baixo custo para o marketing, como utilizar mídias sociais e publicidade direcionada. Geralmente é o mesmo conceito aplicado em startups, onde o objetivo principal é o crescimento rápido do serviço no mercado.

O Growth Hacking é uma a evolução no entendimento do marketing digital tradicional e do Inbound Marketing.


Diferentes tipos de marketing


Growth Hacking é antiético?

A palavra “Hacking” geralmente é entendida como invasões cibernéticas ou exploração de falhas de segurança digital.

Porém, no Growth hacking, é mais no sentido de atalho, algo que facilite.

parece mas não é 🙂

Como possui a palavra “Hacking”, é compreensível que a primeira vista seja feito uma associação a algo antiético , ou que utilizar Growth Hacking seja ilegal ou prejudicial para alguém, mas isso não é verdade 😉

Quem se especializa em hackear o crescimento de vários tipos de marketing com o objetivo de aumentar as taxas de conversão e alcançar o sucesso é um profissional que visa alavancar o rendimento de uma empresa. É necessário que entenda sobre metodologia de experimentos, tecnologia da informação e diversos outros processos.


Como implementar?

O primeiro passo é saber que o processo de Growth Hacking é mais uma forma de pensar a presença do seu negócio na web e não algum tipo de receita mágica que vai fazer com que sua empresa cresça de um dia para o outro.

Assim como existe o famoso funil de vendas, existe também um funil especializado para growth hacking. Ele possui 5 estágios:


Aquisição

Reúne as práticas que visam atrair e conquistar novos clientes;


Ativação

Focado em proporcionar uma boa primeira experiência ao seu cliente;


Retenção

Buscar satisfação dos clientes, a ponto de continuarem utilizando os produtos;


Receita:

Clientes estão fazendo parte do faturamento da empresa e não mais usando versões free, por exemplo;


Indicações:

Clientes engajados com sua marca, a ponto de começarem a indicar ele.


Normalmente, todas as ações de growth hacking são verificadas com antecedência, para promover uma otimização de todos os estágios desse funil.


O Growth hacking compreende tanto o inbound quanto o outbound

Diferente do funil de vendas, as etapas do funil de growth hacking não possuem uma divisão específica. Ou seja, alguns serviços e produtos possuem as etapas de retenção e receita juntas. Assim, se o cliente continuar fazendo uso do seu produto, ele também vai continuar pagando.

Growth Hacking não é uma ideia fixa. São necessários profissionais de marketing qualificados para os experimentos estratégicos, então você precisa focar no crescimento do seu negócio com o auxílio de uma análise constante de dados.

Permaneça sempre aperfeiçoando seu negócio, para que sua marca se torne viral e você tenha um produto que o público realmente quer. O foco é que você não tenha somente clientes, mas se tornem clientes satisfeitos que indiquem para seus amigos e conhecidos também.


Referências:
http://www.blog.growthhack.com.br/growth-hacking/o-que-e-growth-hacking-e-por-que-a-sua-startup/
https://neilpatel.com/br/o-que-e-growth-hacking-o-guia-passo-a-passo/
http://mentalidadeempreendedora.com.br/taticas-e-estrategias/o-que-e-growth-hacking/

Artigo escrito por Tamiris Arias e estilizado por Francis Fussiger.

Conteúdo relacionado