Blog

Rebranding: o que é e como criar uma nova estratégia para a sua marca?

rebranding

Você já deve ter notado marcas que em algum momento fizeram mudanças na identidade visual, como o logotipo e até mesmo no nome. Esses são alguns dos processos que podem estar incluídos em uma estratégia de rebranding, que consiste na manutenção do branding da empresa.

A mudança está relacionada à necessidade de se adequar para que a marca seja mais competitiva no mercado. O branding é muito importante para que empresa e clientes consigam se conectar e criar uma relação de confiança.

Portanto, se algo está meio devagar ou se o negócio passa por uma grande mudança, essas transformações precisam ser refletidas de forma interna e externa. As tendências no mercado são constantes, assim como o comportamento do consumidor. Nesse sentido, as marcas devem acompanhar ou ficar para trás.

Venha entender o que é rebranding, a importância dessa estratégia e aprenda como colocar em prática.


rebrandingO que é rebranding?

A gestão de marca serve para passar para o público uma ideia de quem é a marca, quais são os valores, missões e outras características. Entretanto, esse movimento para demonstrar quem se é e o que de fato a empresa é entra em discordância em alguns momentos.

Nesse contexto de mudanças, o rebranding é como são chamadas as ações estratégicas para reposicionar uma marca no mercado. Dessa forma, a percepção do consumidor em relação à empresa muda, já que o posicionamento do negócio passa a ser outro.

Esse movimento é natural, uma vez que o passar dos anos exige que a marca possa se adequar às mudanças — entre elas podemos citar a tecnologia, por exemplo, ou quando se agregam novos produtos e até submarcas dentro da empresa. Assim, inevitavelmente o rebranding terá que acontecer.

Em outras palavras, o rebranding pode ser considerado como uma “atualização” da marca. São alteradas a identidade visual (mas sem perder os signos que já são familiares ao público), o design e toda a comunicação da empresa.


rebrandingQuais os tipos de rebranding?

O rebranding não tem um padrão. Na verdade, existem alguns tipos, e cada um deles tem diferentes ações — que podem modificar por completo a marca ou que a mudam apenas em partes. Conheça esses tipos:

  • Rebranding parcial: ocorre quando a marca muda apenas alguns elementos, sem modificar completamente aqueles elementos que a tornaram conhecida
  • Rebranding evolutivo: tem a ver com transformações contínuas e atualizações sobre a imagem da marca no mercado. É um processo de evolução da identidade com mudanças pequenas ao longo do tempo
  • Rebranding radical ou revolucionário: esse tipo de rebranding é aquele completo, que pode envolver logotipo, nome e outros elementos para que sejam totalmente novos e inéditos. É muito comum em casos de fusão entre empresas.

rebrandingPor que algumas marcas optam pelo rebranding?

A recolocação no mercado pede uma espécie de metamorfose nas marcas, e isso pode acontecer por diversos motivos. Talvez a mensagem passada já não seja mais a mesma e precise ser adaptada para o momento atual, pode ter a ver com um reposicionamento para aumentar a competitividade ou até para mudar o público-alvo.

De forma mais prática, o rebranding pretende conquistar uma audiência mais vasta e a comunicação com o público já não é tão eficaz. A estratégia abrange vários aspectos, entre eles podem estar:

  • Identidade visual
  • Comunicação estagnada há mais de 3 anos
  • Design ultrapassado
  • Site que não é intuitivo e tem performance ruim
  • Aumento no número de clientes e falta de estrutura para atendimento
  • Falta de consistência na produção conteúdos
  • Baixo engajamento
  • Mudança no modelo de negócios
  • Recuperação de uma crise pela qual a empresa passou

O rebranding nada mais é do que a manutenção da marca para que ela se mantenha condizente com a empresa. Desse modo, o negócio permanece coerente e ganha mais credibilidade.

Alguns pontos que podem ser mudados no rebranding são:

  • Logotipo
  • Cores
  • Slogan
  • Nome
  • Produtos
  • Site
  • Materiais gráficos
  • Ícone de aplicativo
  • Serviços
  • Atendimento e suporte
  • Processos internos e externos
  • Relacionamento
  • Pós-venda
  • Redes sociais
  • Blog
  • Experiências oferecidas
  • Valores, missão e deveres
  • Cultura organizacional
  • Posicionamento
  • Função social

rebrandingQuais os passos para fazer o rebranding de sua empresa?

Depois de fazer qual o tipo de rebranding será feito e quais elementos serão alterados, chega a hora de iniciar esse processo de transformação na sua marca. Para isso, veja os passos que devem ser seguidos.

Observe a situação atual

O passo inicial é conhecer a situação da marca e fazer o diagnóstico do problema.

O problema está relacionado com a identificação do porquê de fazer o reposicionamento da marca. A partir disso, são feitas pesquisas internas e externas sobre a empresa para entender o contexto e encontrar quais são os fatores que estão influenciando o rebranding. Analise todo o cenário, tanto o mercado, concorrentes, novos players e o público.

A coleta de informações e análise geral dão insights sobre o que pode ser mudado para que a marca ganhe um gás após o rebranding. Contudo, lembre-se de manter a essência da empresa.

Entenda o que precisa ser mudado

Com todos os dados em mãos fica mais fácil começar a traçar a sua estratégia e definir os objetivos. Entre as definições podem estar a criação de uma nova identidade visual, mudança na tipografia, cores e outros detalhes.

Todas as escolhas devem ser baseadas em estudos e dados. Desde a identidade visual, o tom de voz ou outras ações de rebranding devem ser criadas de acordo com a sua brand persona, bem como o branded content. Nenhuma decisão pode ser tomada de forma aleatória, pois o processo de reposicionamento precisa passar os valores da marca.

O ideal é que se mantenha um equilíbrio entre o novo posicionamento com o atual — que será substituído. Ou seja, não recorra a uma total descaracterização, é mais interessante criar uma estratégia que seja abrangente mas sem mudanças tão radicais.

Comece a implementar a estratégia

Após todos os estudos e definições é necessário começar a implementação da estratégia de rebranding. Portanto, é o tão esperado momento de colocar tudo em prática e apresentar para a sua brand persona.

A sua audiência precisa entender o contexto e o que motivou essa transformação. Por isso, invista em criativos (textos, imagens e vídeos) que mostrem esse processo e divulgue em suas mídias. Aproveite as redes sociais, e-mail marketing e outros canais de comunicação.

Faça a mensuração dos resultados

Mensurar se a estratégia está sendo efetiva é essencial após ter investido tempo e recursos no rebranding. Para fazer isso, confira se os consumidores mudaram a percepção sobre a marca, quais foram os impactos e outros dados.

O uso de pesquisas qualitativas e quantitativas é o mais recomendável nesses casos. Assim, elas podem ser realizadas e os resultados são analisados para entender se a estratégia pode ser melhorada.

O rebranding é como uma otimização da imagem que o público tem sobre a empresa. Dessa forma, o reposicionamento deve ser bem planejado e embasado em dados e informações concisas. Dessa maneira, a relação com seu público se torna mais positiva e leva à fidelização.

Confira também nosso conteúdo sobre o que é brand awareness e como construir!

O que acha de expandir a sua estratégia de marketing com o Dinamize Automation?

Conheça agora!

Mayara Mira

Jornalista, especialista em Marketing Digital e apaixonada por escrita e produção de conteúdo. Acredita que a vida é bem melhor com trilha sonora e tem playlists para todos os momentos da vida.

Veja mais conteúdos do autor

Leia também

Mas e aí, este post ajudou você? Então, leia também: