O guia completo do Branding: construindo marcas admiradas

Por Capa, Dicas, Dinamize, Marketing Digital

branding guia completo afinal uma identidade visual é muito importante para uma marcaBranding é o processo de gestão de marca que confere significado à imagem de uma empresa, seus produtos e serviços. As marcas se diferenciam umas das outras de diversas formas: na qualidade do atendimento, dos serviços, dos produtos e na qualificação técnica dos profissionais. No entanto, é essencial que haja uma distinção na sua construção e na consolidação de sua identidade. Afinal, muitas vezes é difícil decidir entre commodities ou até mesmo entre produtos parecidos.

O valor de uma marca está em seus diferenciais e naqueles elementos que a identificam. Quem nunca ouviu a frase “Abra a felicidade” e pensou direto em Coca-Cola? E quem nunca viu o logotipo de uma maçã mordida e pensou na marca Apple? Esses são os efeitos do branding.

Para que você saiba como construir uma marca admirada, nós iremos falar um pouco sobre o branding através dos seguintes tópicos:

  • O que é branding?
  • Como fazer uma boa gestão de marca?
  • Como construir uma identidade visual consistente?

Acompanhe!


O que é branding? o que é branding

Branding é uma técnica de marketing usada para agregar valor a produtos e serviços ao longo do tempo, através da gestão de marca. Um branding eficaz conquista consumidores leais com associações positivas à empresa através de imagens, slogans e de um forte reconhecimento de marca.

O branding é importante para gerar uma boa percepção na mente dos consumidores. Isso porque ele trabalha o planejamento, a estruturação e a promoção da marca, diferenciando os produtos de seus competidores e transmitindo mensagens adequadas aos públicos. Dessa forma, você gera mais valor para a sua marca.


Como fazer uma boa gestão de marca?gestao de marca branding

Primeiramente, é importante pensar no posicionamento da sua marca e no que ela promete entregar às pessoas. Por isso, dentro do posicionamento, você deve pensar nos itens: propósito, concorrentes, audiência, benefícios e qualidades, e personalidade e voz.

Vamos ver cada um deles agora.

Propósito

Qual o propósito da sua marca? Existe um motivo pelo qual você se levanta todos os dias para proporcionar os serviços da sua empresa aos outros, correto? Esse é o momento de pensar nesses motivos. Segundo Simon Senek, inventor do Círculo de Ouro, existem 3 perguntas que ajudam você a definir o propósito da sua empresa:

  • O quê – Quais produtos e serviços você oferece?
  • Como – O que diferencia você dos seus concorrentes?
  • Por quê – Por que sua marca existe e qual a maior paixão dela?

Concorrentes

A próxima etapa para criar o branding consiste realizar uma pesquisa de mercado. Pesquisar os seus concorrentes dentro do seu nicho é extremamente necessário para que você aprenda com os erros e acertos deles. E, principalmente, nunca imite o que seus competidores estão fazendo. Apenas use-os como ponto de partida para encontrar a sua forma de se comunicar.

Audiência

Determine a audiência da sua marca, mantendo em mente quem você está tentando alcançar. Aqui, você pode definir tanto o público-alvo quanto a persona. No caso da persona, o ideal é que você seja específico e foque em detalhes que passariam despercebidos. Pense nos hábitos de consumo da sua persona, em seus hobbies, estilo de vida, motivações etc.

Benefícios e qualidades da marca

Empreender significa pesquisar a fundo o que outras empresas não estão oferecendo e que você pode oferecer. É pensar nas qualidades e nos benefícios que tornam a sua marca única e desejada.

Reflita não só sobre as características da marca, mas sobre o valor que vai entregar aos seus clientes com esse serviço. Valores podem ser tanto físicos quanto emocionais e funcionais.

Personalidade e voz

Só depois de pensar no seu propósito é que você vai moldar a personalidade e o tom de voz de sua marca. Esse item diz respeito a como você se comunica com seus clientes e como eles respondem, e é parte fundamental do branding.

Exemplos de tom de voz:

  • Profissional;
  • Amigável;
  • Autoritária;
  • Técnica;
  • Promocional;
  • Informativa.

Exemplos de tipos de personalidade de marca:

  • Pessoal e amigável ou profissional e corporativa;
  • Espontânea ou cuidadosa;
  • Moderna/high tech ou clássica/tradicional;
  • Divertida ou séria.

Escolha características com as quais a sua audiência se identifique. Assim, você forma uma conexão muito mais efetiva com seus leads e clientes.

Leia também: 5 técnicas de rapport para você fazer via e-mail


Como construir uma identidade visual consistenteidentidade visual branding

A etapa da identidade visual é onde entra a criatividade. Ela é fundamental para que a sua empresa seja reconhecida facilmente pelas pessoas. Através do uso de cores, formas e elementos gráficos, a sua marca deve passar uma mensagem ao público que ressone com sua personalidade e voz. Primeiramente, defina um nome para a sua empresa e um logotipo.

A identidade visual é o que realmente dá vida a uma empresa. É sua carteira de identidade, seu CPF.

Veja abaixo como construir uma identidade visual consistente.

Cores

A escolha das cores é essencial. Elas destacam a sua marca e transmitem sensações positivas ao público. Já ouviu falar em neuromarketing e na psicologia das cores? Se não, saiba que, de acordo com os estudos dessas áreas, cada cor passa uma determinada ideia e um sentimento. Então, pense com cuidado: quais cores ajudam a comunicar os atributos e a personalidade da sua marca?

Escolha uma paleta de cores harmônica e bola pra frente.

Iconografia, ilustrações e imagens

O logotipo é um dos elementos mais importantes dentro do branding e da identidade visual, mas não é o único que importa. Você também deve pensar nas peças de marketing que utilizará e que tipos de ilustrações, imagens e símbolos irão compor essas peças.

Por exemplo, se sua empresa é uma escola de teatro, você pode usar elementos gráficos que remetem a esse universo, como máscaras, cortinas ou um chapéu de palhaço. Imagens mais lúdicas também podem fazer parte da sua identidade.

Leia também: Os 5 melhores aplicativos online para edição de imagens, fotos e infográficos

Tipografia

Marcas geralmente possuem fontes tipográficas primárias e secundárias.

As primárias são aquelas que fazem parte do logotipo. Já as secundárias, são usadas em campanhas de marketing e nas redes sociais. Pensar na tipografia adequada para cada meio com um design adequado e coerente com a marca é muito importante.

Slogan

Hoje, sabemos que uma parte fundamental do branding é a escolha do slogan. O poder das palavras é imenso e pode ter grande impacto na mente dos consumidores. Os slogans difundem crenças e valores associados às marcas, e portanto, devem ser considerados cuidadosamente.

Alguns exemplos são os slogans “Just do it” da Nike e “A cerveja que desce redondo” da Skol.

Definitivamente, o branding é um processo que acontece aos poucos e que ajuda na construção de marcas mais positivas, desejadas e admiradas. Tudo vai depender da mensagem que você passa ao público.

Gostou do conteúdo? Continue conferindo mais novidades!


Referências:
https://freshsparks.com/successful-brand-building-process/
https://www.thebrandingjournal.com/2015/10/what-is-branding-definition/