Como criar uma startup: os 3 passos fundamentais

Por Capa, Dicas

como criar uma startup

como criar uma startupSaiba como você pode também pode criar uma startup do zero.

Se você sabe o que é uma startup, também sabe como esses negócios vêm crescendo nos últimos anos no Brasil. Parece que todo mundo está criando uma startup hoje, será que é tão fácil assim?

Agora, eu vou te mostrar o método que criou algumas das maiores empresas do mundo de hoje para você entender como criar uma startup. É um método simples e você pode começar sem gastar um centavo.

Para ficar ainda mais fácil de aprender a criar uma startup, costumo dividir o método em três passos: encontrar uma ideia de negócio, construir a base da sua startup e, a melhor parte, tirar a ideia do papel.

Vamos lá?


como criar uma startupEncontrando uma ideia para criar uma startup

De nada adianta saber como criar uma startup se você não tem nenhuma ideia inicial, não é mesmo? Mas e se eu te falar que ter ideias de negócio não é difícil?

Se você parar para pensar, verá que a maioria das startups surgiram para resolver algum problema. O Uber, por exemplo, acabou com diversos problemas existentes de mobilidade urbana.

Então, quando pensar em ideias para criar uma startup, pense em criar soluções. Pense em resolver problemas reais de pessoas reais e você será recompensado por isso!

Como encontrar problemas para resolver?

Os 3 tipos de problemas

Qualquer um consegue perceber que o mundo está cheio de problemas, mas a grande maioria apenas reclama deles. Quem toma atitude consegue, além de mudar essa realidade, ganhar dinheiro ao criar uma startup.

Para ficar mais claro como encontrar problemas reais de mercado, com alto potencial de crescimento, divido eles em 3 categorias, com um processo de observação que começa no nível individual e chega na sociedade como um todo.

1. Olhe para si: anote todas as reclamações e dificuldades que você enfrenta no seu dia a dia.

2. Olhe para o outro: converse com outras pessoas e veja do que seus vizinhos, familiares, amigos estão reclamando.

3. Olhe para a sociedade: esse é o jeito mais fácil de encontrar problemas, porque a sociedade está cheia deles. Você pode pegar os maiores problemas e pensar onde você conseguiria encaixar uma solução.

Se você sabe como encontrar problemas, entender como criar uma startup fica ainda mais fácil, porque a próxima etapa é entender a intensidade e “tamanho de mercado” do problema.

Valide o problema

Depois de encontrar um problema para resolver, você precisa ter certeza de que aquilo realmente é um problema. Caso contrário, você vai criar uma startup com uma solução que ninguém vai querer.

Há dois tipos de informações que você precisa para fazer isso:

Top down: são as informações já disponíveis em grandes portais, dados de mercado, de concorrentes, associações, entidades, sindicatos, relatórios, institutos. São uma ótima maneira de entender o tamanho do problema

Bottom up: são as informações ainda não disponíveis, ou seja, você precisa correr atrás de dados, fazer análises e, principalmente, conversar com possíveis clientes. Essa é a melhor maneira de entender a intensidade do problema.

Com o problema validado, você está mais perto de saber como criar uma startup do zero. Agora é a hora de pensar numa solução para esse problema que você quer resolver.

Encontre uma solução

É da solução que partirá a sua ideia de negócio. Para encontrar a melhor solução para o problema, você não pode pular a etapa de falar com possíveis clientes (pessoas que sofrem desse problema).

Depois de fazer isso e entender o problema profundamente, está na hora de fazer um brainstorming de soluções. Um brainstorming nada mais é do que uma chuva de ideias.

O objetivo aqui é levantar o máximo de ideias possíveis, sem julgamentos nem filtros, encorajando as ideias mais malucas. Só depois de levantar o máximo de ideias você vai escolher a que você considera mais promissora para criar uma startup.

como criar uma startup


como criar uma startupConstruindo a base da sua startup

Bom, depois de encontrar a solução que você considera mais promissora, você precisa testá-la para ver se ela é realmente boa. Mas, antes disso, é preciso estruturar a base da sua startup para saber o que fazer com clareza.

Isso é necessário para saber o que deve ser testado na hora de tirar a sua ideia do papel (você vai entender melhor daqui a pouco!) e para criar uma startup com um grande potencial de crescimento.

Vamos começar definindo uma proposta de valor.

Defina a proposta de valor

Calma! Vou te explicar o que é essa proposta de valor e por que é importante defini-la para saber como criar uma startup. O que é uma proposta de valor?

A proposta de valor mostra como a solução da startup vai gerar valor para o cliente, como vai resolver algum problema, necessidade ou suprir algum desejo do público. Pode ser resumida em uma frase.

Exemplo: a proposta de valor do Uber é levar as pessoas de um canto a outro com conforto, segurança, facilidade e economia.

Esse é o ponto mais importante para dar partida na sua startup e você vai entender o porquê quando eu te mostrar como tirar a ideia do papel. Para definir uma boa proposta de valor, tenha em mente o seu público.

Desenhe o modelo de negócio

Continuando com o processo de criar uma startup, agora é hora de elaborar ainda mais aquela solução que você pensou durante o brainstorming.

Recomendo usar uma das melhores ferramentas para visualizar soluções: o Business Model Canvas. Essa ferramenta permite que você veja todos os pontos da sua solução. Vamos ver o que cada um desses pontos significa.

Estrutura business model canvas

Proposta de valor: Que problema você soluciona e como faz isso?
Atividades-chave: O que você precisa fazer todos os dias para que sua solução seja possível?
Recursos-chave: O que você precisa ter para produzir e entregar o seu produto/serviço?
Parcerias-chave: Quem pode te ajudar a produzir e entregar seu produto/serviço?
Relacionamento com clientes: Como você capta clientes? Como se conecta com eles?
Canais: Como seu produto chega aos clientes e como os clientes chegam ao seu produto?
Segmento de clientes: Quem precisa da sua solução? Quantas pessoas são?
Base do negócio: Estrutura de custos e fluxo de receita.

Tendo uma visão panorâmica do negócio, é possível partir para outro ponto essencial: a estratégia de crescimento!

Monte uma estratégia de crescimento

Uma boa estratégia de crescimento é o que vai te ajudar a tirar a sua ideia do papel. É muito importante conseguir seus primeiros clientes, mesmo sem estar com a solução pronta – vamos entender isso melhor quando falarmos de MVP.

Mas como montar essa estratégia de crescimento para criar uma startup?

Aquisição: onde estão os clientes?

Antes de conseguir vender, é preciso encontrar os possíveis clientes. Esse é o trabalho do Marketing na aquisição. É importante entender quais dos 19 canais de aquisição a sua empresa pode aproveitar para crescer.

Ativação: como é a experiência dos potenciais clientes?

Depois de conseguir os primeiros clientes em potencial, uma boa estratégia é criar conexão com eles. Entregue conteúdo, interaja com ele, ofereça uma boa experiência, você precisa conquistá-lo.

Receita: como você faz dinheiro?

Finalmente chegou a hora de ver o dinheiro! Depois de atrair o cliente e criar um relacionamento, está na hora de monetizar e pensar em estratégias para aumentar a receita com cada cliente.

Retenção: os clientes retornam?

Muitos empreendedores, até mesmo grandes empresas, esquecem da importância de reter o cliente, ou seja, fazer ele voltar. Pense em formas de manter clientes fiéis, que amem a sua marca!

como criar uma startup

Com a ideia em mente e a base do seu negócio estruturada, está finalmente na hora de tirar a sua ideia do papel! Vou te mostrar como criar uma startup, tirando a sua ideia do papel sem gastar tempo nem dinheiro.


como criar uma startupTirando a sua ideia do papel

Uma das maiores barreiras para novos empreendedores é, justamente, o fato de tirar a ideia do papel. Muitos ficam apenas idealizando, mas pouco executam.

E se eu te falar que tem um jeito de tirar a sua ideia do papel para criar uma startup sem muita perda de tempo e dinheiro? É o que vamos ver agora: o MVP.

Construa um MVP

Para entender como criar uma startup, é importante criar um MVP, isso permite que você teste a sua ideia sem gastar tempo desenvolvendo a solução nem dinheiro lançando algo que ninguém quer.

Mas o que é um MVP?

O MVP, ou Mínimo Produto Viável, é um produto ou serviço com apenas os recursos suficientes para satisfazer os primeiros clientes e coletar feedbacks que vão contribuir com o desenvolvimento futuro da ideia.

Podemos dividir o MVP em duas principais categorias: os de baixa fidelidade (que estão distantes da solução final) e os de alta fidelidade (que são mais parecidos com a solução final). Dentro desses, há pelo menos 22 tipos de MVP que você pode usar para criar uma startup!

Valide a sua ideia

Um MVP tem dois objetivos principais para criar uma startup: aprender e validar. Aprender, porque você aprende muito ao lançar a sua ideia no mercado. E validar, porque serve para testar a sua ideia.

Mas, para realmente validar, você precisa deixar suas hipóteses claras. Vamos pegar novamente o Uber como exemplo. Uma das hipóteses era a seguinte:

Acreditamos que os profissionais em cidades americanas usarão o serviço do carro em 1 clique em seus dispositivos móveis porque isso permite uma retirada rápida em um curto espaço de tempo com experiência de um motorista profissional a um preço abaixo da média.

O MVP é um método para validar essa e outras hipóteses fundamentais da sua startup. Ele passa pelo Ciclo Lean inteiro, ou seja, permite que você construa, aprenda e meça o resultado do experimento.

como criar uma startup

Venda muito!

Não adianta! Tem um trabalho que nenhum empreendedor pode delegar: vender! Você precisa vender não só para ganhar dinheiro, mas também para aprender com o cliente.

Mas não se preocupe! Vou te mostrar algumas dicas para estruturar um bom processo de vendas para criar uma startup começando com o pé direito. Pense no seguinte:

Objetivo: onde você quer chegar?

De quantas você vai precisar para validar a sua ideia ou, até mesmo, para conseguir se sustentar. Comece definindo a meta de vendas que você quer alcançar para depois pensar em como alcançá-la.

Funil de vendas: como você atrai, nutre, monetiza e retém os clientes?

Essa parte do processo de vendas está muito ligada com a estratégia de crescimento. Basta entender a sua estratégia e como encaixá-la nesse processo de vendas na hora de criar uma startup.

Um modelo muito usado por profissionais é o AIDA, que consiste em chamar a Atenção dos potenciais clientes, despertar o Interesse, depois criar um Desejo que os faça tomar uma Ação.

Ferramentas: quais ferramentas você vai usar?

Muitas ferramentas estão disponíveis para os empreendedores hoje e elas podem ser muito úteis no processo de vendas. Mas lembre que ferramentas são consequência de um processo bem estruturado!

Métricas: como medir o processo?

Para saber como criar uma startup e aprender com todo esse processo, é preciso medir tudo. Não subestime o poder que medir pode gerar, esses dados vão servir muito para os próximos passos da sua startup!

Para saber o que medir, pense em quais são os principais indicadores de sucesso do processo. Outra técnica interessante é ter uma North Star Metric, uma única métrica principal que a área deve focar.


como criar uma startupPróximos passos

Se você seguiu os passos desse artigo, você está pronto para seguir na sua jornada como empreendedor. Espero que agora você saiba como criar uma startup e possa dar partida nesse mundo!

Mais uma dica: lembre de não cair no mito da ideia genial! Muitos novos empreendedores apaixonam-se tanto pela sua solução que esquecem de testá-la e ver se os clientes também vão se apaixonar.

Você deve estar sempre com a mente aberta para aprender e mudar se necessário, mas também deve ter persistência para enfrentar os desafios da jornada. Sucesso!

O que acha de expandir a sua estratégia de marketing com o Dinamize Automation?

Conheça agora!


Autor


Leandro Piazza - 49 Educação
Leandro Piazza

Empreendedor e Professor Universitário, Leandro é especialista em startups pela universidade de Stanford (programa Accelerate Your Startup Idea). É considerado um dos dez melhores mentores do Brasil pelo Startup Awards.

Veja conteúdos do Autor