Como definir o tom de voz da sua marca e aplicar no digital?

Por Capa, CRM e Vendas, Dicas, Geração de Leads, Marketing de Conteúdo, Marketing Digital

tom de voz da marca

tom de voz da marcaSerá que sua marca tem voz própria? Já sei! Você nunca parou pra pensar nisso, não é? Então, saiba que encontrar um tom de voz coerente com o seu posicionamento e seus valores é essencial para se comunicar melhor com os consumidores.

Enquanto algumas marcas se perdem no escuro, outras se destacam das demais. A dificuldade de se diferenciar muitas vezes é causada por uma falta de clareza na sua comunicação e no que você transmite para as pessoas. Por isso, definir a voz da marca é fundamental no processo de branding e de produção de conteúdo.

Hoje, nós vamos falar um pouco sobre o que é tom de voz e como você pode trabalhá-lo no mundo digital. Você vai saber:

  • O que é tom de voz;
  • Quais benefícios esse recurso traz pras marcas;
  • Como definir o tom de voz da sua marca no digital.

Continue lendo!


tom de voz da marcaO que é tom de voz?

O tom de voz de uma marca (brand voice) é a forma como ela conversa e se comunica com o público. Isso envolve os termos, as gírias, o slogan e outras características próprias utilizadas para transmitir o posicionamento e os valores daquela empresa.

Quando as suas campanhas e estratégias digitais não estão alinhadas com o tom de voz da marca, há um “ruído” na comunicação – algo soa errado e os consumidores percebem isso. Por esse motivo, será mais difícil conquistá-los e gerar uma conexão. O mesmo tom deve estar presente em todos os canais e mídias em que a marca está presente.

O tom de voz confere personalidade à marca, afinal, é através dele que a marca se comunica. Isso a torna mais humana e real aos olhos das pessoas. Um exemplo interessante é a Netflix, que produz conteúdos com uma linguagem tão jovem e obcecada com cultura pop que o público já chegou a especular que quem estava por trás da empresa era uma menina de 13 anos que escrevia fanfic.


tom de voz da marcaQuais benefícios esse recurso traz pras marcas?

Ter um tom de voz bem definido pode fazer maravilhas pela sua marca, porque, além de fortalecer o branding da empresa, diferenciando-a dos concorrentes, ele traz outros benefícios incríveis. Veja abaixo.

1. Conexão emocional

Gerar identificação no público é muito importante, afinal, quando nos sentimos compreendidos por uma marca, uma conexão emocional forte surge, impactando nas nossas decisões de compras. É através do tom de voz que você pode transmitir sua personalidade e, por fim, criar uma comunidade em torno dos seus valores.

2. Comunicação clara

Como já comentamos, ter o tom de voz alinhado em todas as suas estratégias digitais e físicas impacta em uma comunicação sem ruídos. O grande poder de marcas que se destacam está em seu alinhamento de branding – elas transmitem uma mensagem clara e coesa com seus posicionamentos.

Pense o seguinte: não seria estranho se a marca Lego começasse a usar expressões muito sóbrias e complicadas em sua linguagem? Como o seu público é infantil e a marca acredita no poder da imaginação, o tom de voz da Lego deve estar alinhado com a persona e com sua visão de mundo. Do contrário, haverá problemas na comunicação.

3. Construção de autoridade

Além de tudo isso, a voz da marca contribui para a construção de autoridade. Pode apostar que as empresas que hoje são top of mind e lideram o mercado em seu nicho trabalharam branding e tom de voz muito bem.

Entretanto, lembre-se de que a construção da brand voice deve gerar diálogos reais e humanos. Não vale a pena comunicar algo no qual você não acredita verdadeiramente só para lucrar, pois as pessoas sabem quando um valor não é autêntico.

Leia também: Como conquistar o selo Google Partners e se destacar de outras agências?


Como definir o tom de voz da sua marca no digital?

Se você ainda está confuso quanto a como fazer isso, calma lá! Nós separamos algumas dicas legais pra você seguir na hora de definir a sua brand voice.

1. Crie a sua persona

O primeiro passo é criar a sua buyer persona. Sem uma persona definida, você não saberá como se posicionar, criar um tom de voz, nem definir a sua linha editorial de conteúdo. Portanto, foque em conhecer o seu público a fundo.

Para determinar a sua persona, leve em consideração os seguintes fatores:

  • Nome;
  • Idade;
  • Gênero;
  • Profissão;
  • Hobbies;
  • Hábitos e comportamentos;
  • Dores;
  • Linguagem (como ela se comunica);
  • Canais onde ela está mais presente;
  • Tendências que ela acompanha.

Se você não tem um banco de dados com essas informações, recomendamos que faça uma pesquisa de mercado através de email marketing ou de redes sociais, como por exemplo o Instagram.

2. Pense no seu posicionamento e nos seus valores

Para se destacar no digital e criar um conteúdo realmente diferente, você deve gerar identificação com as pessoas. Portanto, pense em como você vai se posicionar e como pode usar isso para criar uma comunidade de fãs da marca. 

Para se posicionar, responda às seguintes perguntas:

  • No que a sua marca acredita? Quais bandeiras ela levanta?
  • Qual o maior inimigo da sua marca? O que é intolerável para ela?
  • Qual emoção ou pensamento você deseja passar com a marca?
  • Quais os maiores objetivos e valores da empresa?

3. Defina o tom de voz

Por fim, com as informações anteriores completas, você finalmente pode definir o tom de voz. Para realizar essa etapa, pense nessas questões:

  • Qual a personalidade da sua marca? Ela é gentil? É divertida? É séria?
  • Quais expressões e gírias a sua marca fala?
  • E quanto aos emojis? Quais ela usa constantemente?
  • Quais são seus lemas e mantras?

Responder essas perguntas vai te ajudar a entender como você deve se comunicar no digital. Quando você utiliza elementos que se repetem, a mensagem é memorizada mais facilmente pela mente do público.

4. Teste através de conteúdos

Depois que definir o tom de voz, você deve testá-lo nas redes sociais, no seu blog e em outros canais onde esteja presente. Essa parte também é importante, pois muitas vezes julgamos que uma linguagem vai gerar identificação quando na verdade ela soa forçada e pouco autêntica.

A única maneira de produzir conteúdo de qualidade é testando. Enquanto você não postar, não vai identificar o que está errado. Por isso, mão na massa!

Mas e aí, gostou do conteúdo? Então, leia também:

Storytelling: uma técnica de marketing para vender mais

O que acha de expandir a sua estratégia de marketing com o Dinamize Automation?

Conheça agora!