TikTok: conheça a rede social de vídeos de curta duração

Eduardo BrumCapa, Dica, Marketing Digital

Tiktok
A produção de conteúdo em vídeo é uma das formas mais efetivas de engajar o público. No entanto, se você acha que ela está restrita a canais como YouTube e Instagram, chegou a hora de conhecer o TikTok.
Nos últimos dois anos, a ascensão da rede social de compartilhamento de vídeos de curta duração mobilizou as demais marcas, já consolidadas no mercado. Se você ainda não conhece essa rede social e as mudanças que ela traz para produtores e consumidores de conteúdo em vídeo, a hora é agora.

O que é?

O TikTok possibilita a criação de vídeos com, no máximo, 15 segundos de duração. A proposta é compartilhar conteúdo leve, como vídeos de dança, música, dublagem e outros tipos de desafios que seguem uma linha humorística.


O público

A rede social de vídeos surgiu em 2017, quando a startup chinesa ByteDance adquiriu o Musical.ly. A partir da aquisição, o aplicativo ganhou novos recursos e passou a ser chamado de TikTok, atingindo o público jovem que utilizava o Musical.ly.

De acordo com a SensorTower, o público que utiliza a rede é jovem, sendo que 41% dele é composto por usuários entre 16 e 24 anos. Com esse recorte, já é possível ter uma ideia sobre a relevância que esse canal pode ter para sua marca.


O que você precisa saber sobre o TikTok

Separamos abaixo algumas características, curiosidades e novidades dessa rede social.


1 – Tempo de navegação 161% maior em 2019

A Comscore fez um estudo sobre comportamento do consumidor que registrou o envolvimento do público com essa rede social. O levantamento mostrou que, de janeiro até junho deste ano, a média de minutos navegados, por usuário, aumentou 161%

De acordo com relatório divulgado pela SensorTower, especializada no mercado de aplicativos, o TikTok é o serviço de fotos e vídeos com o terceiro maior faturamento do mundo. Acima do aplicativo estão o Kwai, em segundo lugar e o YouTube, que conta com o maior faturamento.


2 – Mais chances de engajar o público

Diferente do Instagram, os vídeos são compartilhados para todos os usuários. Com essa divulgação para um público mais amplo, as chances dos vídeos viralizarem aumentam.

Aliás, se você acessar o site do TikTok, pode dar uma olhada nos vídeos em destaque no momento.

É sempre bom lembrar que, entre os profissionais de marketing, o conteúdo em vídeo já é um dos principais formatos há tempos. A Animoto realizou um estudo sobre o assunto, em que 90% dos participantes afirmou que o vídeo tem impacto direto na atração de novos clientes nas redes sociais.


3 – TikTok for good

A ideia do TikTok é que os usuários tenham acesso a um conteúdo descontraído, além de incentivá-los a produzir e compartilhar vídeos com outras pessoas. Mas a rede social também ajuda a promover ações com impacto social.


Essas campanhas geram um engajamento maior dos usuários. Veja os números de dois casos específicos.

#MyEarthHour2019

A hashtag começou a ser promovida pelo World Wide Fund for Nature, ONG que atua na preservação e recuperação ambiental. Os vídeos dessa campanha tiveram alcance mundial e contabilizaram, até o momento em que esse post foi produzido, mais de 5 milhões de visualizações.

#DanceForChange

Essa ação conta com mais 30 mil vídeos produzidos, totalizando mais de 100 milhões de visualizações. Cada vídeo compartilhado com a hashtag é utilizado, pelo Fundo Internacional de Desenvolvimento Agrícola, como uma petição virtual para destacar a importância do investimento em agricultura sustentável.


4 – Integração com o Giphy 

O Giphy é uma das principais plataformas de criação e compartilhamento de GIFs e tudo mais. Eles já integram seus serviços com outras redes sociais e, neste ano, passaram a fazer parceria também com o TikTok.

Com a integração, os usuários da rede social podem utilizar a ferramenta de criação de GIFs para produzir conteúdo. Além disso, todo o conteúdo criado poderá ser compartilhado no Giphy.

Veja também este conteúdo destacando o uso de gifs animados em campanhas de email
5 – Impacto nas concorrentes

O crescimento do TikTok fez com que outras redes sociais fizessem algumas melhorias em funcionalidades, como você vai ver a seguir. Não é de hoje que novos canais ou recursos específicos fazem marcas já consolidadas se movimentarem. 

Basta lembrar do Instagram, que lançou os Stories como uma forma de competir com o Snapchat, ou então do IGTV, criado como uma alternativa ao YouTube, da compra do WhatsApp pelo Facebook. Por falar em Instagram, a rede social também está planejando se “inspirar” no TikTok. 

Segundo a engenheira Jane Manchun Wong, especialista em engenharia reversa, o recurso chamado “Clips” permite a gravação de várias partes de vídeos, que podem ser inseridas em um vídeo único. Outra semelhança com o TikTok está na opção de incluir músicas nos vídeos, além de controlar a velocidade deles.


Conclusão

A rede social, que se destaca entre as opções para consumo e produção de conteúdo, deve crescer ainda mais. Seja pelo conteúdo mais leve (precisamos), ou pela curta duração desses vídeos, o TikTok é uma boa opção para engajar o público.

Sabendo das oportunidades de encontrar pessoas interessadas na sua marca nessa rede social, comece a criar ações para engajar o público!

Se você se interessa por produção de conteúdo em vídeo, mas não sabe como começar a criar, conheça algumas ferramentas de edição.

 

Escrito por Eduardo Brum e diagramado por Francis Fussiger.


Referências:

https://www.tiktok.com/en/

https://www.tiktok.com/forgood

https://wongmjane.com/blog

https://sensortower.com/reports

https://www.comscore.com/por/Insights/Infographics/Onde-o-brasileiro-esta-passando-seu-tempo-online