4 dicas e segredos para utilizar o Teste A/B no email marketing

Por Capa, CRM e Vendas, Dicas, Email Marketing, Marketing Digital

teste ab email marketing

Afinal o que é um teste ab email marketing banner

Para aumentar o tráfego no seu website e fazer mais vendas, você deve ter uma boa taxa de abertura e de cliques nos seus emails. Afinal, não adianta enviar mensagens se elas não são lidas por ninguém. Mas como melhorar isso?

Para que seus emails não caiam no poço do esquecimento, é importante realizar testes A/B de tempos em tempos. É dessa maneira que você vai entender quais emails possuem resultados melhores, possibilitando a otimização das suas mensagens.

Neste guia, você vai aprender a usar o teste A/B no email marketing. Leia a seguir:

  • O que é teste A/B?
  • 4 dicas para utilizar o teste A/B no email marketing;
  • Práticas recomendadas para os testes A/B.

Acompanhe!


Enfim, o que significa o que teste a bO que é teste A/B?

O teste A/B é o processo de enviar uma variável da sua campanha de email marketing para uma parcela dos seus contatos e uma segunda variável para outra parcela. Com isso, é possível identificar qual versão gera mais resultados.

Esses testes podem analisar diversas variações, como o assunto do email, o layout do email, a redação, dentre outros. E, portanto, através de uma comparação de resultados, pode-se chegar a uma conclusão em relação à variável ideal.

Executar testes A/B é algo fácil. Basta usar uma ferramenta de email marketing que tenha essa função, como o Dinamize Mail. Através dele, você pode criar 3 emails diferentes e enviá-los automaticamente para uma amostra de contatos. Depois de um determinado período, o email que tiver os melhores resultados será enviado para os leads que sobraram.

Veja como fazer um teste A/B no Dinamize Mail na prática:


Logo, acompanhe as 4 dicas para utilizar o teste4 dicas para utilizar o teste A/B no email marketing

Fazer um teste A/B; entretanto, não é um trabalho que pode ser 100% delegado a uma ferramenta. Para testar suas 2 ou 3 versões, portanto, você precisa escolher o que testar, como diferenciar suas variáveis e como analisar os resultados.

Vamos ver a seguir algumas dicas!

O que testar?

Veremos alguns itens que você pode testar com a sua ferramenta de email marketing. Mas aí vai uma ressalva: teste apenas uma variável por vez. Caso contrário, você não conseguirá identificar o que exatamente está gerando taxas de cliques e de abertura mais altas.

Falando em taxa de abertura, é ela que vai determinar a porcentagem de contatos que vão abrir os seus emails. E por isso, ela está diretamente relacionada ao assunto das suas mensagens.

Para analisar a taxa de abertura, você testar primordialmente:

Para analisar a taxa de cliques, você pode testar:

  • O template do email;
  • O conteúdo em texto;
  • O tamanho do conteúdo;
  • A formatação (parágrafos curtos x parágrafos longos);
  • O CTA (call-to-action);
  • O formato e design do call-to-action;
  • O número de CTAs;
  • A personalização dentro do conteúdo.

Além desses itens, você pode testar elementos que não estão diretamente relacionados à taxa de abertura e de cliques.

Receba o conteúdo no email

Está gostando deste conteúdo?
Temos um ebook sobre cores no email marketing para você!

Para analisar quais estratégias de marketing seriam ideais para o seu negócio, por exemplo, é possível testar diferentes formatos de email, como: newsletter, promoções ou conteúdo educativo.

Então como colher as mostrar corretas no teste de email marketing

Colhendo amostras corretas

Primeiramente, você deve se atentar ao tamanho da sua amostra. Seus resultados terão relevância desde que você colha uma amostra representativa do seu público-alvo. Além disso, a escolha dos leads deve ser aleatória.

Digamos que você tem 8.000 contatos. Desses 8.000, você pode escolher uma porcentagem de 20% para receber a variação 1 e outros 20% para receber a variação 2. Ou seja, 40% dos seus contatos serão testados. Esse já é um bom número.

Escolha também quanto tempo vai levar para o teste ser finalizado. Após determinar 24 horas de períodos de testes, por exemplo, o email vencedor será disparado para o resto dos contatos que não participaram do teste.

Executando seu teste A/B

Para fazer um teste A/B de sucesso, você deve seguir os seguintes passos:

  1. Saiba qual o objetivo do seu teste A/B: por exemplo, aumentar a taxa de abertura para 20%;
  2. Defina o que você vai testar (qual das variáveis que já vimos acima) e saiba qual taxa está relacionada a ela;
  3. Selecione a porcentagem de contatos para quem você vai enviar os testes A/B e a duração do teste.

Para criar suas variáveis, você pode fazer um brainstorming e anotar todas as ideias que você tiver para versões diferentes do mesmo email. Se você quer testar o assunto, por exemplo, tente criar de 5 a 10 assuntos diferentes.

Meça seus resultados

Agora, entra a questão das métricas de email marketing. Portanto, um ponto importante aqui é analisar apenas as métricas que você determinou desde o início do planejamento estratégico do seu teste A/B. Dessa forma, foque nos números que têm relação com o seu objetivo.

A maior parte das ferramentas de teste A/B e de email marketing conseguem identificar automaticamente qual variação gerou melhores resultados. Assim, não se preocupe tanto com isso.

Receba o conteúdo no email

Quer aprender mais sobre começar no email marketing?
Criamos um guia completo sobre Email Marketing para você saber tudo sobre esse recurso


boas práticas para utilizarPráticas recomendadas para os testes A/B

Por fim, além das dicas que demos acima, há algumas boas práticas que você deve seguir para garantir que seus testes não entrem por água abaixo. Veja quais são elas:

  • Antes de mais nada, levante uma hipótese. Se você acha que, por exemplo, personalizar o seu email pode gerar mais vendas, inicie testando as suas hipóteses;
  • Priorize suas melhores ideias, aplicando-as nas suas variáveis;
  • Teste uma variável por vez;
  • Use a maior amostra que você puder para resultados mais efetivos;
  • Escolha ferramentas completas para rodar seus testes;
  • Teste as duas versões ao mesmo tempo, pois enviar em horários e dias diferentes pode acarretar em um resultado impreciso.

No fim das contas, realizar um teste A/B não é difícil, ainda mais com a existência de tantas ferramentas de automação de marketing para nos ajudar, não é? Portanto, seguir essas pequenas dicas já é o suficiente para que você consiga melhorar suas conversões.

Curtiu o conteúdo? Então, leia também:
As funcionalidades mais importantes que uma ferramenta de email marketing deve ter

Email marketing que gera resultados: conheça o
Dinamize Mail!

Conheça agora