Links internos: como usá-los na sua estratégia de SEO?

Por Capa, Dicas, Marketing de Conteúdo, Marketing Digital, SEO

Links internos SEO

Links internos SEOOs links internos são essenciais para melhorar o desempenho do seu website ou blog. Com a ajuda deles, é possível aumentar a autoridade do seu domínio, gerar tráfego de qualidade e conquistar mais vendas. Contudo, uma boa parte das empresas nem sequer sabe do potencial da linkagem interna.

A construção de links internos em um site é importante porque é um fator determinante no ranking dos mecanismos de busca. Isso significa que uma boa estratégia de SEO sempre está bem atada com uma estratégia de link building. Em outras palavras, sem uma linkagem interna eficiente, o SEO do seu site estará comprometido.

Quer entender o que são links internos e como usá-los? Então, continue lendo os próximos pontos do post:

  • O que são links internos;
  • Por que eles são importantes para o SEO;
  • 5 dicas para criar a melhor tática de links internos.

Acompanhe!


Links internos SEOO que são links internos?

Se os links externos são aqueles links do seu site que apontam para uma página de outro domínio, os links internos são aqueles que apontam para outra página pertencente ao mesmo domínio. Neste post que você está lendo agora, por exemplo, há diversos links internos para outros artigos da Dinamize.

A linkagem interna de um site pode afetar muito a posição dele nas pesquisas do Google. Isso acontece porque os mecanismos de busca dão valor à distribuição adequada e qualidade dos links, muito mais do que à inserção de um link ou outro aleatoriamente. Então, ter uma estratégia sólida é essencial.

Além dos links internos e externos, há também os backlinks. Eles são links de outros sites que apontam para o seu domínio, como se fossem uma espécie de linkagem externa ao inverso. Também devem fazer parte da sua estratégia de link building, pois podem te ajudar a conquistar ainda mais autoridade.


Links internos SEOPor que eles são importantes para o SEO?

A linkagem interna se tornou necessária porque ela ajuda o algoritmo do Google a entender que o seu site possui conteúdos de qualidade que enriquecem e complementam a experiência do usuário. Além disso, há outros benefícios que essa estratégia pode trazer para o SEO do seu site. Veja abaixo!

1. Links internos ajudam as SERPs a encontrar suas páginas

Uma boa estrutura de links internos pode ajudar os buscadores a indexar as suas páginas. O próprio Google afirma, aliás, que ele rastreia algumas páginas com base em links que apontam para elas. Portanto, a otimização dos seus links pode levar o maior buscador do mundo a reconhecer que você cria conteúdo relevante.

2. Eles melhoram a experiência do usuário

Além disso, como já havíamos comentado, os links internos melhoram significativamente a experiência do usuário. O visitante pode navegar de uma página para outra facilmente, coletando informações que complementam sua jornada e encontrando outros artigos relevantes.

Isso faz com que haja um aumento no tempo de permanência do site, o que pode ocasionar uma pontuação melhor em SEO e um bom resultado no ranking das pesquisas.

3. Eles geram mais autoridade

Uma boa estratégia de linkagem interna também contribui com o aumento de autoridade de um domínio. O Google leva em consideração a conexão e interligação das suas páginas e, se elas forem adequadas, ganharão uma classificação melhor pelo Page Rank – algoritmo que avalia a qualidade e autoridade de páginas individuais.


Links internos SEO5 dicas para criar a melhor tática de links internos

Há algumas boas práticas para você otimizar a sua estratégia de linkagem interna e melhorar ainda mais os seus resultados na busca orgânica. Vamos ver quais são elas.

Crie uma hierarquia de links internos

Nem todos os seus conteúdos serão de igual importância dentro da uma estratégia de marketing de conteúdo. O mesmo vale para as páginas fixas de um site.

Para entender quais conteúdos são mais relevantes e merecem destaque, você pode criar uma hierarquia de links internos. Documente e organize seus links por ordem de importância e tenha esse arquivo em mãos toda a vez que precisar fazer uma linkagem.

Dessa maneira, você saberá quais links devem ser usados com mais e menos frequência. Assim, você poderá decidir quais páginas devem ser inseridas em seções fixas do seu site, como por exemplo nos menus de navegação.

Distribua seus links adequadamente

Tenha em mente que você deve linkar seus conteúdos adequadamente, ou seja, sua linkagem interna precisa ser coerente. Não adianta nada escrever um artigo incrível e rico em conteúdo se você utilizar links internos que apontam para páginas que não estão relacionadas com o assunto.

Além disso, evite exagerar no número de links. Uma página com milhares de links pode indicar para o Google que você está praticando Black Hat SEO ou alguma outra ação suspeita. Portanto, distribua seus links com parcimônia.

Outra dica legal é procurar se lembrar de linkar para seus artigos mais recentes. Dessa forma, você impulsiona seus novos conteúdos e não fica repetindo os mesmos links o tempo todo.

Otimize seu texto âncora

Os robôs do Google priorizam páginas com links que estão inseridos em um contexto. Por isso, é importante escrever textos âncoras que expliquem sobre o que é aquele link, de maneira descritiva. Em resumo:

  • Evite textos âncoras menos específicos, como “clique aqui” e “saiba mais”;
  • Seja descritivo;
  • Inclua o link de forma contextual, com palavras-chave que indiquem o que o leitor vai achar lá.

O texto âncora é bem diferente de um CTA. Ele deve ser inserido da forma mais natural possível e deve fluir junto com o texto.

Crie uma seleção de conteúdos recomendados

Você pode criar uma seção de conteúdos recomendados no seu site. Se você usa WordPress, basta instalar um plugin com essa função. Geralmente, há a opção de colocar um menu de recomendados na sua página inicial ou abaixo de um artigo. Essa é outra forma de incluir links internos na sua estratégia e fazer os seus visitantes passarem mais tempo na sua página.

Faça uma auditoria de links

Outra dica que não pode ficar de fora é a auditoria de links internos. Essa análise vai te ajudar a identificar problemas com os seus links atuais e também vai sugerir melhorias de SEO. A Ahrefs, por exemplo, é uma das melhores ferramentas de SEO para auditorias de site.

Normalmente, essas ferramentas sinalizam quais das suas páginas são órfãos (sem links), quais estão com links quebrados e quais possuem links nofollow. Então, você poderá ajustar o seu site e melhorar cada vez mais o seu link building.

E aí, gostou do conteúdo? Então, leia também:

SEO para Youtube: 5 passos para otimizar seus vídeos


Referências:

Links internos: o que são e como criar uma estratégia que traz resultados