SEO para Advogados: 10 estratégias de marketing digital

Por Capa, Marketing Digital, SEO

SEO para Advogados

SEO para Advogados

O ano de 2020 tem sido de grandes desafios, um deles foi adaptar os negócios de todas as áreas para o ambiente virtual, e para os advogados não foi diferente. Em um mercado muito tradicional, dependente do olho no olho e do aperto de mãos para fechar um negócio, os advogados se viram obrigados a desbravar o universo digital. Para isso, nada melhor do que pensar em ações de SEO para advogados.

Neste artigo, vamos mostrar como posicionar seu escritório na primeira página do Google com ferramentas de SEO para Advogados e ainda fechar negócios via internet, sem ferir o Código de Ética da OAB.

O marketing digital para advogados se tornou uma estratégia fundamental para inserir o escritório de advocacia em uma realidade virtual, não só para captação de clientes, mas também para atuação em audiências online e videoconferências entre as partes. Infelizmente, o marketing jurídico ainda é um tabu na área do direito e muitos advogados ainda não tinham iniciado uma estratégia de divulgação de seus serviços.

O “novo normal” mostrou que estar na internet é importante, mas que também é necessário ser visto e oferecer informações relevantes para prospectar clientes na advocacia. Como maior agência de marketing jurídico do Brasil, a 3MIND, desenvolveu uma metodologia com base no marketing de conteúdo jurídico que tem como objetivo posicionar advogados e escritórios na primeira página do Google, facilitando a captação de clientes digitais.


SEO para AdvogadosO que é Marketing de Conteúdo Jurídico?

O marketing de conteúdo usa a informação como base para uma estratégia de marketing digital. Ou seja, o usuário é atraído para um site por meio de um conteúdo relevante, que resolve um problema ou dúvida jurídica comum.

Ao entregar a solução para esse problema inicia-se um relacionamento de gratidão, no qual o usuário se torna um “embaixador” daquele site, indicando para amigos e conhecidos e lembrando dos serviços prestados pelo autor do texto ao precisar dos serviços prestados pelo mesmo.

Essa é uma estratégia usada para todas as áreas do mercado e funciona muito bem para o marketing jurídico digital. Isso porque o Código de Ética da OAB permite que advogados dividam seu conhecimento na internet e sejam consultivos e orientativos, sem mercantilizar a profissão.

Infelizmente muitos advogados ainda tem medo de compartilhar seu conhecimento na internet, por meio de blogs ou redes sociais, mas a grande verdade é que a informação “resumida” já não é mais um diferencial, e sim um conteúdo que realmente conecte-se com o usuário.

Atualmente, o Google conta com mais de 100 milhões de pesquisas jurídicas mensais, sendo a melhor vitrine para qualquer escritório de Advocacia.

Por isso, a estratégia de marketing jurídico digital baseada em alcançar a primeira posição do Google é ideal para profissionais que já tem a informação técnica, mas precisam propagá-la da forma correta. Para isso, separamos 10 dicas de marketing digital para qualificar o SEO e posicionar advogados na primeira página do Google.

Todas as dicas citadas abaixo fazem parte do curso de Marketing Jurídico 100% gratuito disponível em nossa plataforma 3MIND University.

1. PLANEJAMENTO

O planejamento estratégico é realizado a partir de um diagnóstico obtido por um especialista em marketing digital, para entender qual é o serviço que o advogado quer vender. Esse planejamento é enviado para um produtor de conteúdo que será responsável pela redação do conteúdo jurídico, possibilitando citar causas e jurisprudências com técnicas de Storytelling passíveis de utilização pelo código de ética (sem citar o nome do cliente ou empresa).

Por fim, é realizada uma revisão de contexto técnico, gramática, estruturação, fluidez, juridiquês e SEO, sempre pensando em oferecer uma boa experiência para o usuário final.

2. JOB TO BE DONE

Para o marketing jurídico digital o job to be done é mais interessante que a persona, isso porque ele tem como foco principal o motivo que leva um indivíduo a contratar um advogado, medos e preocupações que “tiram o sono” do cliente, entre outras perspectivas relacionadas à causa.

Quanto mais emoção estiver envolvida nesse contexto, mais rápida será a ação do usuário de contratar o serviço do advogado.

Para iniciar o processo do job to be done é preciso fazer muitas perguntas e entender os “medos ou prazeres” que o cliente espera a partir da contratação do seu escritório.

Como prazer, podemos citar a restituição tributária que possibilitaria aumentar o caixa da empresa, por exemplo. Já como medo, podemos citar um empregador que teme por processos trabalhistas que podem comprometer a saúde do seu negócio.

O job to be done busca identificar as perguntas que esses indivíduos fazem na internet, que demonstram essas emoções e o que chamamos de “momento de compra”. Após identificá-las, transformamos essas situações em um copy, ou seja, um texto que vai atrair esse usuário para o site do escritório de advocacia. Sempre buscando atingir o emocional do usuário!

3. PESQUISA NO GOOGLE

Antes de iniciar uma estratégia para posicionar advogados na primeira página do Google é preciso analisar alguns pilares:

  • A área de atuação do escritório, na qual ele quer ser visto como autoridade a médio longo prazo;
  • Serviços que são o foco de atuação do escritório, baseados em causas já ganhas ou problemas que os advogados querem oferecer ao mercado;
  • Encontrar a palavra-chave que representa o problema que o escritório resolve;
  • Pesquisar no próprio Google ou outras ferramentas como o SemRush para entender como o usuário está procurando essa palavra-chave e entender o momento de compra em que ele se encontra. Entender se ele está apenas procurando informações sobre o assunto ou está realmente interessado na contratação imediata de um advogado.

4. PALAVRAS-CHAVE

Depois de selecionar as palavras-chaves de interesse para o escritório você entra na competição pela primeira página do Google, que contém apenas 10 posições orgânicas.

Qual é a estratégia para se destacar em meio a esse universo de competidores? Começamos com uma palavra-chave mais “fácil”, ganhando autoridade perante o Google através de pequenas vitórias (conteúdos não tão disputados sendo posicionados na 1ª página), para em um segundo momento brigar pelos “mignons” em termos de pesquisa que poderão gerar milhares de acessos recorrentes ao seu site.

Quanto mais específico você for, mais fácil de ranquear. Chamamos isso de palavra-chave de cauda longa, como por exemplo, “verbas rescisórias na demissão por justa causa”, que é uma derivação de uma palavra extremamente popular que é a demissão por justa causa.

SEO para advogados: entenda quais são as palavras-chave ideais para o seu negócio.

Essa análise de concorrência por palavras-chave pode ser feita em ferramentas de marketing digital, gratuitas ou pagas. Para começar uma jornada rumo ao topo do Google, o ideal é focar nas palavras com menor concorrência.

5. PILAR PAGE

A técnica do pilar page é baseada em um conteúdo mãe, foco de ranqueamento para primeira página do Google a médio longo prazo. Para dar força a este conteúdo e fazer com que o Google entenda que ele é realmente muito bom e vai oferecer uma boa experiência para ao usuário, são feitos conteúdos menores, chamados “satélites”, que vão apontar, por meio de links, para o conteúdo mãe.

O conteúdo mãe é longo e completo, abordando todos os aspectos de um determinado assunto para potencializar a experiência do usuário e fazer com que ele fique mais tempo navegando no site, um indicativo utilizado para melhorar o ranqueamento do Google.

A linkagem interna também ajuda a manter o usuário dentro do site do escritório de advocacia, saindo dos satélites para o conteúdo mãe, ou vice e versa. Dessa forma, é fundamental ter uma vasta produção de conteúdo jurídico, com informações relevantes e únicas. Não adianta repetir o mesmo conteúdo em links diferentes, pois isso será penalizado pelo Google!

6. SKYSCRAPPER

O skyscrapper nada mais é que uma análise de conteúdo para alcançar o topo do Google, ele representa uma escalada. Antes de mais nada, é importante saber o que os seus concorrentes que já conquistaram a primeira página do Google estão fazendo, para poder fazer melhor e “conquistar” uma dessas posições.

É fundamental entender as posições mais vulneráveis, que têm indicativos menores (como por exemplo domain score), e que têm menos relevância de forma comparativa. Em seguida, a primeira pergunta a se fazer é: será que esses conteúdos estão respondendo todas as dúvidas que você levantou na sua pesquisa inicial no Google? Depois que entender o que o usuário está querendo encontrar, fica mais fácil oferecer um conteúdo certeiro, criando um vínculo emocional com o usuário.

Fale a língua do usuário, pois isso faz toda a diferença.

É preciso entregar mais experiência ao usuário, se conectar através das palavras, criar um conteúdo relevante para conquistar a primeira página do Google. A pergunta que você deve ter em mente é a seguinte: “qual informação adicional não está sendo entregue nos conteúdos que estão na 1ª página e que posso adicionar no meu conteúdo?”.

7. CEREJA DO BOLO

Esse é o diferencial do advogado ou do escritório de advocacia, afinal, é um conhecimento pessoal que deve ser compartilhado com o redator, caso o advogado não seja o autor do texto.

Escolha uma causa de sucesso e transforme-a em uma história, chamamos isso de storytelling inventado. Por exemplo: João trabalhou desde cedo na lavoura e depois mudou para a cidade e começou a trabalhar em um banco; ele gostaria de acrescentar os anos de trabalho rural para aumentar o benefício da aposentadoria e, para isso, buscou uma revisão das suas contribuições junto ao INSS.

Outra estratégia é usar situações recentes, novas leis e atualizar um conteúdo antigo, mudando o título para “novas normas, normas 2020, novidades 2020”. Isso chama atenção do usuário e do próprio Google, que vai entender que o seu conteúdo é mais atualizado.

Por fim, o próprio Google pode trazer insights para colocar uma cereja de bolo no conteúdo jurídico, respondendo perguntas recorrentes nesse buscador.

O Google oferece sugestões que podem qualificar ainda mais as suas ações de SEO para advogados.SEO

8. SEO PARA ADVOGADOS

Para conquistar espaço na primeira posição do Google e ganhar autoridade é fundamental ter um conteúdo exclusivo. Cópias e plágios, além de serem ilegais, são penalizados pelo buscador.

Então, é importante trabalhar a criatividade do advogado ou do redator para criar um conteúdo jurídico único, com subtítulos que respondem dúvidas dos usuários. Aí entra o copy, o título que vai chamar a atenção do usuário para clicar no seu conteúdo entre todos os outros disponíveis na internet.

Seguindo algumas técnicas de SEO para advogados, pense também em uma estrutura de texto que seja fácil de ler, com frases e parágrafos mais curtos. Palavras-chaves grifadas que chamem a atenção para a parte mais importante do conteúdo e imagens interessantes e relevantes.

Mas o grande segredo da produção de conteúdo é oferecer uma experiência agradável para o usuário, com uma leitura fluída e na qual ele entenda e se relacione emocionalmente com o texto escrito. É isso que vai fazer com que ele clique no botão de WhatsApp no site para entrar em contato com o advogado ou envie um e-mail buscando um contato inicial.

SEO para Advogados9. FERRAMENTAS DE TRAÇÃO

Como mencionamos no início deste artigo, além de estar na internet é preciso também ser visto e mostrar para os usuários que você está lá. Para isso, usamos as ferramentas de tração que vão levar os usuário para dentro do conteúdo do seu site.

Entre essas ferramentas estão as redes sociais para advogados, ou seja, as mídias que impactam os usuários. Quando um indivíduo estiver navegando pelo feed de notícias do Facebook ou Instagram, por exemplo, ele será impactado pelo seu conteúdo. Isso pode acontecer de forma orgânica, se alguém compartilhar seu conteúdo ou se ele já seguir a sua página ou perfil, ou então de forma paga, por meio do chamado impulsionamento.

Além disso, outra técnica de SEO aplicável ao Marketing Jurídico Digital, é o Link Building, no qual o advogado busca parcerias com outros sites obtendo links para o seu conteúdo. Tudo isso para facilitar o acesso do usuário ao site do escritório de advocacia e propagar a informação ali disponibilizada.

10. SEO TÉCNICO

O site do escritório de advocacia e sua construção técnica faz toda a diferença. Um site lento, que demora mais de 5 segundos para carregar, dificilmente alcançará a primeira página do Google.

O site não é mais um elemento estático, por isso ele precisa ser otimizado e atualizado de forma constante, para estar de acordo com as novas tecnologias, com a velocidade da informação e com a experiência do usuário.

O AMP é uma ferramenta que pode melhorar a experiência no mobile, que hoje representa 50% das pesquisas do Google.

Outros elementos técnicos de SEO para advogados podem ser verificados em ferramentas como o SEO Quake e o Google Search Console. Eles apontam os erros que podem estar penalizando seu site no ranqueamento do Google.

Para que o Google consiga enxergar o seu site da forma correta, organize os títulos de H1 em cada página, ele deve ser muito bem pensado para atrair a leitura do robô do Google, em seguida o H2, H3 e H4 também ajudam a otimizar essa leitura.


Se você gostou deste conteúdo, a 3MIND disponibiliza cursos gratuitos de marketing jurídico, SEO, produção de conteúdo e social media para advogados e profissionais de comunicação que buscam se especializar nesse mercado.