Porque você NÃO DEVE comprar listas de email

Por Automação de Marketing, Capa, CRM e Vendas, Email Marketing, Geração de Leads, Marketing de Conteúdo, Marketing Digital, Redes Sociais

comprar listas de email

comprar listas de emailMuitas pessoas pensam que comprar listas de email é uma forma efetiva de começar uma estratégia de email marketing. No entanto, esta é uma prática que só vai causar prejuízo para você.

Para mostrar o quanto a compra de uma lista de email pode ser prejudicial para suas ações, vamos falar sobre:

  • Porque comprar listas de email é prejudicial;
  • Como funcionam os filtros anti-spam;
  • Dicas para criar sua lista de emails de forma ética;
  • Como fazer a gestão de leads.

Então, acompanhe!


comprar listas de emailPorque comprar listas de email é prejudicial

Quando você compra uma lista de emails para tentar promover a sua marca, deixa de respeitar um dos princípios básicos de qualquer ação de marketing: o interesse do público. Ou seja: você “ganha” muitos contatos, mas perde significativamente em engajamento. Mas não é só isso.

Se você faz envios de email, precisa conhecer o Código de Autorregulamentação para a Prática de E-mail Marketing. O CAPEM foi criado como uma alternativa para regulamentar as práticas recomendadas quando o assunto é email marketing, e foi aprovado em 2010. Uma das suas definições se refere ao envio de spam, ou seja, de uma mensagem que não foi solicitada pelo destinatário. Em resumo, esta é uma prática não recomendada e, ao comprar listas de email e enviar mensagens para este público, você está fazendo spam.

Conheça o CAPEM

A mesma lógica vale para outros canais de marketing, afinal, você não pode simplesmente se comunicar com um consumidor sem ter a garantia de que ele está interessado no que sua marca oferece. Com isso, você evita jogar dinheiro fora e perder a oportunidade de investir em comunicação com pessoas realmente interessadas.


Como funcionam os filtros anti-spamComo funcionam os filtros anti-spam

Além de mensagens comerciais que não foram solicitadas, também podem ser considerados spam aqueles emails que tem como objetivos simplesmente afetar o aparelho do destinatário com algum tipo de vírus.

Os provedores de email contam com recursos para rejeitar mensagens indesejadas ou, em alguns casos, direcioná-las para a caixa de spam. Boa parte desses provedores possuem filtros anti-spam, que analisam do que é ou não um conteúdo confiável.

No Gmail, por exemplo, é analisado o comportamento dos destinatários com mensagens que receberam anteriormente e até mesmo quais buscas foram realizadas recentemente no Google. A Microsoft (Hotmail, Outlook, Live, MSN e outros), avalia o número de mensagens que um determinado email envia para endereços que não existem mais, quantidade de denúncias de spam e o percentual de contatos que interage com as mensagens enviadas.

Portanto, contar com o interesse das pessoas em receber suas mensagens é essencial para evitar uma denúncia de spam.

Receba o conteúdo no email

Quer aprender mais sobre começar no email marketing?
Criamos um guia completo sobre Email Marketing para você saber tudo sobre esse recurso


comprar listas de email Dicas para criar sua lista de emails de forma ética

Criar uma lista de contatos não é uma tarefa simples. Na verdade, se trata de algo que você vai fazer ao longo do tempo, criando novas ações para atrair mais público e, é claro, garantir que essas pessoas sigam engajadas com a sua marca.

Veja a seguir algumas dicas que podem ajudar você a atrair pessoas realmente interessadas no seu produto e abrir mão de comprar listas de email!

Dicas para aumentar a lista de emails

Landing pages com foco na conversão

A criação de landing pages vai ajudar você a levar sua marca até mais consumidores. A partir do momento que os usuários acessam as páginas criadas para promover sua marca ou produtos e eventos relacionados a ela, você pode solicitar dados que permitam manter contato com eles.

Essas landing pages podem contar com conteúdo em texto, imagens animadas, vídeos e até mesmo mapas (quando a divulgação envolver algum evento, por exemplo). Basta estruturar o conteúdo de forma a destacar as informações relevantes e estimular o público a preencher o formulário com os dados para contato.

Envie apenas o conteúdo que o usuário confirmou que deseja receber. Se uma pessoa pede para receber conteúdo informativo e, ao receber seus emails, se depara com promoções, ela também pode denunciar seu email como spam, o que vai afetar o desempenho das campanhas de email.

Formulários no site

Além de criar páginas específicas para criar sua lista de emails, você também deve usar seu site para isso. Basta analisar quais são as páginas mais acessadas (o Google Analytics pode ajudar) e, posteriormente, criar um formulário que esteja de acordo com o conteúdo apresentado nelas.

Caso tenha um blog, por exemplo, pode inserir um formulário nas páginas dele que convide os leitores a participar da sua newsletter. Se o seu site tem foco exclusivo nas vendas, vale criar formulários que convidem o público a receber novidades e descontos exclusivos por email ou SMS.

Você pode inserir os formulários de cadastro em pontos específicos do site (no fim da página, na lateral ou no topo, por exemplo) ou então em formato de pop-up. A segunda alternativa deve ser adotada considerando a interação do usuário, oferecendo mais conteúdo relacionado ao que ele está consumindo em seu site, benefícios especiais etc.

Veja como criar pop-ups na plataforma de automação de marketing da Dinamize:

Captação de leads nas redes sociais

Produzir conteúdo para as redes sociais também pode ajudar você a atrair mais clientes em potencial. Além de atrair mais seguidores fazendo publicações, transmissões ao vivo, enquetes e muito mais, você pode fazer com que quem segue a sua marca passe a acompanhá-la em outros canais.

Utilizando hashtags específicas, você pode atrair novos seguidores que tenham interesse no tipo de conteúdo publicado nas suas redes. Além disso, você pode usar a bio do Instagram e links em publicações em outras redes sociais para levar o público até suas landing pages e formulários de cadastro.

Como usar hashtags no Instagram

Outra alternativa é criar anúncios nas redes sociais com foco em atrair mais leads para a sua base. O Facebook Lead Ads, por exemplo, permite a criação de anúncios com um formulário de cadastro, para que os usuários que forem impactados informem seus dados para receber conteúdo exclusivo. Em outras redes sociais, como no LinkedIn, também é possível criar esse tipo de anúncio.

Saiba mais sobre a geração de leads no LinkedIn

Marketing de referência

Para 77% dos consumidores, a indicação de produtos por parte de outras pessoas é essencial para que se motivem a comprar. Com o marketing de referência, você cria ações para fazer com que sua marca chegue até mais pessoas, tendo como foco transformá-las em seguidoras e, por fim, clientes.

Esse tipo de marketing pode ser feito nas redes sociais, por meio de ações que estimulem o público a engajar com a sua marca e compartilhar o conteúdo com outras pessoas. Benefícios exclusivos para quem compartilha, descontos especiais para quem é seguidor, entre outras ações, também pode ajudar.

Ao qualificar sua comunicação com o público, sem se esquecer de ações de marketing de relacionamento, a credibilidade da sua marca pode aumentar consideravelmente – assim como o público que a acompanha.


Como fazer a gestão de leadsComo fazer a gestão de leads

Depois que você compreender os prejuízos de comprar lista de emails e iniciar as ações para construir seu público da forma ideal, é hora de pensar em como fazer a gestão de leads. Ou seja: elaborar ações para manter esse público engajado e atualizar de forma recorrente as informações sobre suas preferências e criar uma comunicação personalizada.

Com uma plataforma de automação de marketing, você cria ações para captar leads, começar sua comunicação com o público e identificar quem são as pessoas mais dispostas a comprar. Tudo isso com a ajuda de processos que podem ser automatizados, seja para oferecer produtos especiais ou então para fidelizar clientes.

Você pode criar landing pages responsivas, fazer envios de email marketing, integrar seu site e redes sociais com a plataforma e muito mais! Além disso, contamos com recursos que ajudam você a organizar as informações de cada contato de maneira a utilizá-las em futuras campanhas de forma inteligente.

Conheça o Dinamize Automation:

O que acha de expandir a sua estratégia de marketing com o Dinamize Automation?

Conheça agora!