6 tipos de materiais ricos que você pode fazer para agregar valor

Por Capa, Dicas, Geração de Leads, Inbound Marketing, Marketing de Conteúdo, Marketing Digital

Materiais ricos

Materiais ricosUma das premissas de um bom marketing de conteúdo é agregar valor ao consumidor. Quando você entrega materiais ricos e exclusivos para um lead ou um cliente, a percepção da sua marca se torna ainda mais positiva. Atualmente, as pessoas querem ser atendidas por marcas que estão realmente dispostas a ajudá-las e não apenas faturar.

No Inbound marketing, os materiais ricos servem como iscas para captar leads, mas também funcionam como uma prática de fidelização essencial no client onboarding. Quando os consumidores aprendem sobre o seu serviço ou produto, há mais chances de que eles atinjam os resultados esperados e isso influencia diretamente na retenção de clientes.

Quer entender o que são materiais ricos e quais tipos existem? Então, vamos explicar:

  • O que são materiais ricos;
  • 6 tipos de materiais ricos para você produzir.

Vem junto!


O que são materiais ricos?

Materiais ricos são conteúdos educativos que se aprofundam muito em um determinado assunto. Diferente dos blogposts e dos conteúdos para o feed do Instagram, os materiais ricos são mais extensos, explicativos e completos. Ou seja: o tema é explorado amplamente, e não superficialmente como em outras mídias.

No marketing digital, o uso desses conteúdos pode trazer diversos benefícios, como:

  • Autoridade de marca: a sua empresa será ainda mais valorizada pelo cliente;
  • Aumento da base de leads: você pode usar esses materiais para captar leads e prepará-los para a compra;
  • Mais conversões: se você optar por vender o seu material, vai gerar mais conversões e mover o cliente na esteira de produtos;
  • Retenção de clientes: educar o cliente sobre o produto, auxiliando-o a alcançar os melhores resultados e, com isso, fazer com que ele volte a comprar de você de forma recorrente.

6 tipos de materiais ricos para você produzir

Se você está em dúvida sobre qual material produzir, veja essa lista abaixo com alguns exemplos de conteúdos ricos. São inúmeras opções que podem ser usadas de diversas maneiras dentro do seu funil de vendas. Continue lendo.

Materiais ricos - ebooks1. Ebooks

Os ebooks são os materiais ricos mais conhecidos. Eles são livros digitais que funcionam como guias densos e completos sobre o tema em questão. Durante sua produção, normalmente o ebook é dividido entre introdução, desenvolvimento e conclusão. Depois, é feita uma divisão de capítulos para que o texto não fique muito maçante.

É interessante saber que diversas práticas de otimização de conteúdo podem ser usadas nos ebooks para uma melhor experiência do cliente.

Devido à sua estrutura, os ebooks trazem uma percepção de valor grande, afinal, o seu conteúdo é bem detalhado e pode ser consultado mais tarde. Portanto, eles são um ótimo manual para assuntos complexos.

Receba o conteúdo no email

Aprenda tudo para criar um eBook de qualidade: do início ao fim

Materiais ricos - webinars2. Webinars

Os webinars são um tipo de vídeo gravado em estilo de seminário ou palestra. O objetivo é similar ao do ebook: difundir conhecimento aprofundado sobre algum tema. O especialista que dá as aulas é como um professor.

Esses vídeos são transmitidos através de plataformas de streaming. O Youtube e o Twitch são ótimas alternativas de ferramentas para gravar webinars. Além disso, eles não precisam ser sempre ao vivo: há diversos profissionais que entregam webinars já previamente gravados para pessoas interessadas.

Dica: se feito ao vivo, reserve um período para que os participantes consigam tirar suas dúvidas e fazer perguntas, pois essa é uma grande vantagem do Webinar que deve ser aproveitada.

Materiais ricos - ferramentas online3. Ferramentas online

As ferramentas digitais são materiais ricos que também podem agregar muito valor, especialmente durante a rotina de trabalho dos seus clientes. As possibilidades são infinitas: você pode criar ferramentas de gestão de tarefas, de marketing digital, de controle financeiro, entre outros.

A Calculadora Freelancer, do 99freelas, é um exemplo interessante. Isso porque a empresa criou essa calculadora para facilitar o dia a dia de seus clientes, em grande parte freelancers. Com ela, freelancers novatos podem ter uma noção melhor de quanto vale a sua hora, dia ou projeto.

Esse tipo de material pode não ser tão complexo quanto os dois anteriores, mas ele é uma ótima escolha para empresas que desejam gerar um impacto positivo mais prático na rotina dos consumidores.

Materiais ricos - infograficos4. Infográficos

Outro conteúdo que faz parte da classe de materiais ricos é o infográfico. Eles são mais visuais, focados em esquematizar a informação de forma lúdica e didática. Os infográficos são ideais para pessoas que tem a rotina muito atarefada, sem tempo de parar para ler algo mais extenso.

Os infográficos reunem elementos como texto, imagem, ilustrações, ícones e até mesmo gifs. São usados para complementar blogposts, mas também podem ser baixados através de uma landing page. Esse formato tem um potencial viral maior do que outros materiais, pois é mais resumido e fácil de ser compartilhado.

Receba o conteúdo no email

Aprenda como criar Landing Pages para capturar novos contatos

Baixe o nosso Guia para criação de Landing page

Materiais ricos - pesquisas5. Pesquisas

As pesquisas são conteúdos que visam informar sobre um assunto através de dados coletados. Elas podem ser usadas para captar leads em uma landing page, desde que sejam autênticas e completas. Muitas vezes, as empresas criam pesquisas e inserem os dados e as conclusões em forma de infográficos. Portanto, uma pesquisa pode ter, de fato, um formato mais visual.

Mesmo assim, há outros formatos que podem ser usados para divulgar uma pesquisa, como uma apresentação em slides, por exemplo.

Materiais ricos - whitepappers6. Whitepapers

Os whitepapers são muito similares aos ebooks e podem ser confundidos com os mesmos. Eles são documentos que aprofundam um tema específico, trazendo seus problemas, causas, conceitos e soluções.

Por serem mais específicos, seu uso é recomendado nos estágios mais avançados do funil de vendas: na consideração e decisão. Nesse momento, o cliente já passou algum tempo consumindo conteúdos da sua empresa e, portanto, está mais preparado para ler sobre assuntos que anteriormente ele não entenderia.

Os whitepapers também costumam ter um tamanho mais reduzido, enquanto os ebooks podem se prolongar muito mais. Por isso, investir em design é essencial para tornar a leitura mais dinâmica.

Agora que você já conheceu diversos tipos de materiais ricos, pode selecionar aquele mais adequado para o seu objetivo, seja ele captar leads, nutrir, vender ou então fidelizar.

Mas e aí, curtiu as dicas? Então, leia também:
Thank you page: como fazer sua página de agradecimento?

Precisando de uma plataforma para criar suas landing pages e divulgar seus materiais ricos?

Conheça agora!