O que é a rede de display do Google e como usá-la?

Por Capa, Dicas, Ferramentas, Geração de Leads, Marketing Digital

Rede de display

Rede de displayOs anúncios digitais crescem com mais força a cada ano. Levando em conta que a internet oferece diversos recursos para otimizar campanhas, isso não é de se espantar. Com análises de dados cada vez mais profundas, mais as empresas conseguem ter bons resultados. Além disso, surgem diversas opções e categorias de anúncios para se escolher, como por exemplo a rede de display.

A rede de display do Google Ads é uma ferramenta de anúncios extraordinária, que possibilita que as empresas ganhem grande visibilidade nos sites mais adequados para seu nicho. Contudo, bolar uma estratégia de campanha não é tarefa fácil e requer um certo conhecimento prévio dessa categoria.

Quer entender o que é a rede de display e como você pode usá-la para divulgar sua marca? Então, acompanhe o nosso artigo.


Rede de displayO que é a rede de display

A rede de display é uma categoria de anúncios do Google Ads onde centenas de sites se associam para receber publicidade paga. Assim, empresas que desejam anunciar em páginas da web precisam posicionar seus anúncios na rede de display. O Google contém milhares de parceiros cadastrados, então, as possibilidades são infinitas.

Em síntese, a rede de display é ideal para marcas que desejam atingir um público diverso, mas qualificado. Ela oferece um fluxo diário alto de visitantes, justamente devido a esse grupo variado de sites. Então, as chances da sua audiência visualizar os anúncios são altas.


Rede de displayQuais são os formatos de anúncios disponíveis na rede de display?

Se você acha que a rede de display se resume a banners na lateral e no topo dos sites, está muito enganado. Existem vários formatos de anúncio dentro dessa categoria, e nós vamos te mostrar quais são eles!

Anúncio de imagem

Com certeza, você já se deparou com um anúncio de imagem da rede de display do Google. Eles são os formatos mais comuns e conhecidos. Banners na lateral, no topo e abaixo dos sites são vistos constantemente por usuários, enquanto eles navegam pela web.

A vantagem da imagem é que ela converte e engaja mais. Além disso, no Google Ads, é possível criar diferentes designs para seus anúncios e utilizar banners de diversos formatos. A desvantagem é que alguns usuários podem achar esse tipo de anúncio mais invasivo, dependendo do tamanho do banner. Então, cuidado para não exagerar.

rede de display

Anúncio de texto

Os anúncios de texto da rede de display muitas vezes são confundidos com os links patrocinados da rede de pesquisas, mas são coisas diferentes. Basicamente, o anúncio em texto aparece integrado à rede de pesquisa, mas apenas na lateral da tela. Ele é composto por um título e uma descrição, parecendo-se com uma pequena caixa de texto.

anuncios de rede display texto

Anúncio de vídeo

Você sabia que o Youtube também faz parte da rede de display do Google? A rede social possui mais de 1,9 milhões de usuários ativos por mês e, por isso, é uma alternativa promissora. As campanhas são feitas no estilo banner, veiculadas no rodapé dos vídeos ou na barra lateral, enquanto eles são assistidos.

A página inicial do Youtube também é alvo de campanhas de rede de display, muitas vezes recebendo banners em imagem ou vídeo. Enfim, anunciar no Youtube pode ser perfeito para empresas com personas que costumam assistir a muitos conteúdos audiovisuais.

Anúncio de mídia rica

Já os anúncios de mídia rica, são uma opção bem mais inovadora e interativa do que os anteriores. Você pode escolher dentre diversos formatos, desde animações a carrosséis. Além disso, o próprio usuário determina a visualização que ele deseja. Portanto, essa categoria de anúncio traz mais engajamento do que as primeiras.


Como criar uma campanha na rede de display?

Rede de display

Criar uma campanha na rede de display do Google Adwords pode não ser a tarefa mais simples do mundo. É preciso desenvolver estratégias e configurar tudo de modo que seu anúncio esteja bem otimizado, alcance o seu público e gere bons resultados.

Bom, tendo isso em mente, criamos um passo a passo curto pra te ajudar na sua primeira campanha. Vamos lá!

1. Objetivo de marketing

Ao iniciar sua campanha, o Google Ads vai solicitar que você escolha o seu objetivo de marketing. Então, pense o seguinte: qual a proposta principal da sua campanha? O que você quer atingir com ela?

Esses são alguns dos objetivos que você pode selecionar:

  • Tráfego: aqui, o foco é atrair usuários para o seu site ou ecommerce, aumentando o tráfego da página;
  • Vendas: o objetivo de vendas é focado em conseguir mais conversões, ou seja, vendas;
  • Leads: essa opção foca em captar leads em processo de decisão de compra;
  • Consideração de marca e produto: o foco é divulgar seu produto para usuários que já consideram comprar de você;
  • Alcance: essa opção é voltada para alcançar mais usuários e gerar brand awareness.

2. Direcionamento da audiência

Nessa etapa, você deve escolher quem vai visualizar seus anúncios, ou seja, qual público a sua campanha vai alcançar. Você pode escolher entre:

  • Sites relacionados;
  • Remarketing;
  • Targeting por palavra-chave;
  • Assuntos;
  • Segmentação por interesses.

É nesse momento que recursos do Google Ads como o behavioral targeting entram em ação. A plataforma coleta diversos dados de navegação dos usuários e os usa para beneficiar sua campanha e atrair as pessoas certas.

3. Criando o anúncio na rede de display

Para criar o seu anúncio, você vai precisar escolher entre aquelas categorias que já vimos acima: anúncio de imagem, vídeo, textos ou conteúdo rico. Em seguida, selecione uma formatação que se adeque aos seus objetivos. Na rede de display, também é possível selecionar anúncios em forma de quadrado, retângulo, skyscapper, leaderboard e mobile.

Alguns anúncios podem ter determinadas restrições e limitações. Então, fique atento a isso.

4. Mensuração e monitoramento

É fundamental monitorar e acompanhar as métricas da sua campanha da rede de display. Dessa maneira, você consegue entender se está tendo resultados e se precisa fazer ajustes na campanha. Além disso, procure se manter atualizado quanto ao número de conversões do seu anúncio através do código de acompanhamento do Google Analytics.

As métricas também são importantes para a otimização dos custos da sua campanha. Há diversos métodos de lance no Google Adwords, e você precisará escolher entre um deles: o CPC (custo por clique), CPM (custo por mil), CPA (custo por aquisição) ou CPV (custo por visita).

E aí, esse conteúdo te ajudou? Então, leia também:

Como fazer seu conteúdo rankear no Google Featured Snippet?