7 canais que sua marca pode usar para vender online

Por Automação de Marketing, Capa, CRM e Vendas, Dicas, Email Marketing, Geração de Leads, Marketing Digital, Redes Sociais

7 canais que sua marca pode usar para vender onlineAs diversas alternativas para vender online podem sim ser vistas de forma positiva pela sua marca. No entanto, para ter sucesso, você precisa saber quais canais podem ser mais úteis para se comunicar com o público certo.

Além das plataformas de Ecommerce, existe uma variedade de canais disponíveis para promover os seus produtos e, de acordo com a sua necessidade, até mesmo criar lojas virtuais. Este artigo tem como objetivo mostrar a você algumas dessas possibilidades para vender online de forma satisfatória.

Antes de mais nada, tenha as buyer personas da sua marca definidas. Com isso, as chances de gastar tempo e dinheiro com um tipo de comunicação que não tenha o retorno esperado são reduzidas.

Veja a seguir alguns canais que podem ajudar você a vender online.


Como vender online: sete dicas para começar

Em um episódio do Dinamitando, podcast aqui da Dinamize, falamos sobre os diversas alternativas de venda com o Odo Reginatto, que ajuda empresas a se destacarem online há mais de 15 anos. Odo destaca que existem diversos tipos de canais para vender online a serem explorados na internet, o que ajuda pequenas e grandes empresas.

Para o Odo, limitar as estratégias de venda online a uma plataforma de ecommerce pode ser um problema, tendo em vista o grande número de canais disponíveis para promover produtos.

Tendo em vista essa variedade de opções, separamos alguns canais que podem ser usados para qualificar suas vendas online.


canais vendas online1 – Marketplace

O Marketplace consiste em um espaço onde diversas empresas anunciam e vendem seus produtos. Serviços como Amazon e Mercado Livre são dois dos exemplos mais populares de Marketplace.

Esse é um bom meio para vender online, sobretudo, pela possibilidade de ser utilizado por quem busca um destaque maior com menos custo. Além disso, o marketplace também pode ser usado como um complemento para empresas que possuem outras formas de comercializar seus produtos.

Apesar dos benefícios que o marketplace oferece, não é todo mundo que se sente disposto a adotar esse canal. Para você ter uma ideia, 45% das lojas online não usam marketplaces como opção para vender online.

Se você também se encaixa nesse grupo que não considera o marketplace uma boa alternativa para vender mais online, saiba que, ainda em 2019, esse setor cresceu 13%, de acordo com estudo da Ebit/Nielsen.

Agora pode ser o momento de aproveitar a oportunidade para incluir o marketplace entre os seus canais de venda.


vender online2 – Google Ads

Além de ser referência entre as ferramentas de busca, o Google também disponibiliza diversos canais que podem ser usados para venda online. Um desses exemplos é o Google Ads, serviço que tem como foco a criação de anúncios que são exibidos no próprio buscador e em sites ligados a ele.

Se boa parte das pessoas “dão um Google” para tirar dúvidas ou buscar produtos específicos, nada melhor do que usar esse espaço para mostrar que sua marca pode ser a solução ideal para elas. De acordo com o Statcounter, o Google é usado por mais de 97% dos usuários, sendo seguido (bem de longe) por serviços como Yahoo! e bing.

No Ads, você pode criar anúncios de texto, que normalmente são formados por uma chamada com link para uma página específica e um texto de apoio, que facilite a compreensão do que é promovido. Esse tipo de anúncio pode ser feito para as páginas de pesquisa do Google e também na Rede de Display (endereços que possuem vínculo com o Google).

O Google também pode ajudar você que ainda não possui um site para vender online, através de serviços pagos, como o Google Domains, ou então através de opções gratuitas, como Google Sites e Google Meu Negócio. Assim que você criar o site, pode utilizá-lo como destino dos seus anúncios.

Para saber mais sobre o Google Ads, clique aqui.


canais para vender mais online3 – Google Meu Negócio

O Google Meu Negócio possibilita a criação de um espaço com as informações mais relevantes da sua marca aos usuários que pesquisam por ela (ou por algo relacionado ao ramo em que atua) no Google. A partir do cadastro nesse serviço, as pessoas podem encontrar dados como endereço, horário de funcionamento, telefone para contato e site. Porém, o Google Meu Negócio vai além disso.

Essa é uma ferramenta que também pode ser usada como um canal de vendas para sua empresa, independente de ter ou não um site. Assim como você viu no tópico anterior, o Google Meu Negócio permite a criação de um sitepara promover seus serviços. E o melhor: de forma gratuita.

Depois de criar ou informar seu site, ou seja, o canal para onde os usuários podem ser redirecionados, é hora de pensar no conteúdo que será produzido. O Google Meu Negócio conta com diversos tipos de publicações, desde as mais informativas (opções Novidades e Eventos) até as com maior foco em vendas(opções Ofertas e Produtos).

Em Ofertas e Produtos, você deve inserir o link para o item que deseja promover. No caso da opção Ofertas, por exemplo, é preciso informar título, e data de início e término da oferta realizada; para a opção Produtos, você também pode adicionar foto ou vídeo para personalizar a publicação.

Se quiser saber mais, assista ao webinar que produzimos sobre o Google Meu Negócio:


como vender online4 – Google Shopping

Sim, mais um canal de venda do Google. O Google Shopping pode ajudar sua marca a ser encontrada por um maior número de pessoas, mas não apenas isso. Esse serviço disponibiliza aos consumidores a oportunidade de comparar produtos de diversas marcas.

Desta forma, é importante destacar as informações mais relevantes de cada produto que você deseja incluir nesse canal. Considere que, além da sua marca, podem existir outras promovendo os mesmos tipos de produtos e, por isso, você precisa pensar em formas de mostrar o que há de melhor em cada um dos seus itens.

Além dos produtos serem exibidos pelo endereço do Google Shopping, eles também são apresentados em buscas feitas na página inicial do Google.

Veja a seguir um exemplo:

Os produtos da sua marca podem ser exibidos em destaque a partir de buscas no Google.Entre os critérios utilizados para escolher os anúncios que serão exibidos estão os termos de pesquisa utilizados pelos consumidores, pesquisas realizadas anteriormente e também visitas feitas a outros websites.

Através das Campanhas Inteligentes do Google Shopping, você consegue criar anúncios que façam com que os produtos da sua loja (virtual ou física), sejam encontrados por clientes em potencial. Para isso, você precisa ter uma conta no Google Merchant Center vinculada ao Shopping e, depois, indicar orçamento, país em que deseja vendas e outros recursos para o anúncio.


canais vender online5 – Facebook

O Facebook possui um marketplace próprio, que pode ser adotado por pessoas físicas e empresas, como um dos seus canais de venda.

Para começar a divulgar os produtos da sua empresa, basta que ter uma página no Facebook. Caso sua marca já possua essa página, acesse a guia “Loja” e preencha as informações solicitadas.

Na sua página do Facebook, acesse a aba "Loja".Depois de seguir as instruções apresentadas, basta adicionar os produtos na loja virtual da sua empresa. Vale lembrar que a loja só será exibida no Facebook a partir do momento que ao menos um dos seus produtos for aprovado.

Assim que a loja estiver disponível como um dos canais de venda online da sua empresa, você pode marcar seus produtos em publicações nas redes sociais ou então na própria página. Com isso, quando o público tiver acesso aos seus posts, ele poderá clicar na marcação realizada e partir para a compra.

Você também pode criar coleções para a sua loja e organizar seus produtos da melhor forma. Ao adicionar essas coleções, você facilita a vida dos consumidores que podem localizar, de forma rápida, os itens que desejam adquirir.

Para saber mais sobre o marketplace do Facebook, clique aqui.


6 – Instagram

Com mais de 200 milhões de pessoas interagindo de forma ativa com as mais diversas marcas, o Instagram é um dos canais com maior efetividade para criar conteúdo e se aproximar de possíveis clientes. A melhor parte é que essa mídia, assim como o Facebook, possui um espaço focado na divulgação de produtos.

O primeiro passo para criar a sua vitrine online no Instagram é ter uma conta comercial e que esteja conectada a uma página do Facebook. Para que sua loja seja ativada, é preciso contar com, pelo menos, nove publicações.

O instagram, assim como o Facebook, conta com um espaço para divulgação de produtos, informando preços e outros detalhes deles.As publicações feitas a partir do Instagram Shopping podem incluir links que levem os usuários para o site da sua marca. Anteriormente, esse recurso era exclusivo para empresas com mais de 10 mil seguidores.

Outro benefício do Instagram Shopping é a oportunidade de obter mais detalhes sobre o produto na própria mídia e, caso o seguidor tenha interesse, ele pode buscar mais informações. São permitidos até cinco produtos por foto e nove por Carrossel.

Caso o seguidor demonstre interesse no produto e clique no CTA da publicação para comprar, ele pode ser direcionado para uma determinada página do seu site ou então para o direct do Instagram.


7 – WhatsApp

No início de 2018, o WhatsApp já entendia sua importância para o relacionamento entre empresas e clientes ao lançar a versão Business. Com essa versão, as empresas ganharam recursos extras para gerenciar o relacionamento com o público online e, porque não, vender mais.

Para facilitar a comunicação com o público, você pode inserir respostas automáticas, como mensagens de saudação ou alguma apresentação mais detalhada da sua empresa. Portanto, a partir desse recurso, você evita que usuários que entrem em contato em um horário alternativo ao que atende fiquem sem resposta e desinformados sobre sua marca.

O WhatsApp Business também permite a criação de catálogos de produtos para as empresas cadastradas. Sobretudo, esse recurso foi criado para evitar que as empresas tenham que enviar de forma individual detalhes de cada produto. No catálogo, podem ser adicionadas fotos, valor do produto, descrição, link e ainda um código do produto.

Para automatizar alguns processos, o WhatsApp possibilita o envio de mensagens para todos os contatos sem a necessidade encaminhar notificações de forma individual, através das listas de transmissão. Isso pode ajudar você a divulgar promoções, novidades no catálogo e também a divulgar outros canais de comunicação, como email marketing por exemplo.

Você também pode qualificar o gerenciamento de informações sobre os clientes. Através do recurso “Etiquetas”, você classifica os contatos de acordo com a situação deles. “Novo cliente, “novo pedido“, “pagamento pendente” e “pago” são alguns exemplos de etiquetas que podem ser usadas, além da possibilidade de cadastrar novas etiquetas.


Conheça o seu público para identificar canais certos

Independente do canal de comunicação que você adotar para promover seus produtos e gerar mais vendas online, lembre-se de garantir que os consumidores tenham todas as informações necessárias para que possam tomar a decisão final.

Nesse sentido, landing pages com mais detalhes sobre os seus produtos e sobre sua empresa também pode ser uma alternativa para convencer os consumidores de que você tem as melhores opções para eles.

Por fim, tenha sempre em mente as buyer personas da sua empresa antes de tomar qualquer decisão sobre quais opções adotar e quanto tempo investir em cada um deles para vender online.

Se você quiser receber mais dicas para vender e fidelizar seu público direto no seu email, assine nossa newsletter.


Referências:

Canais de Venda: Veja os 13 Principais e Como Escolher o Melhor (Neil Patel)
9 canais de venda para você não perder nenhum negócio (Agendor)
Internet & Social Media Marketing Strategies (Shopify)
5 Ecommerce Sales Channels to Fuel your Company’s Growth (Digital Marketing Institute)
What Are the Three Most Effective Sales Channels? (Salesforce)
Get started with a Google My Business website (Google My Business Help)
Google Shopping: O Que É e Como Anunciar no Google Merchant (Neil Patel)
Princípios básicos do Google Ads
WhatsApp Blog

O que acha de expandir a sua estratégia de marketing com o Dinamize Automation?

Conheça agora!


Autor


Eduardo Brum

Redator da Dinamize, Podcaster, jornalista em formação e interessado em tudo que envolve criatividade e produção de conteúdo. Gosta de boa musica, livros e memes.

Veja conteúdos do Autor