O que é SEM (Search Engine Marketing) e por que ele é um recurso valioso no marketing digital?

Por Capa, Dicas, Marketing Digital, SEO

sem search engine marketing

sem search engine marketing

Você já deve estar cansado de ouvir tantas siglas e termos similares dentro do marketing digital, não é? É verdade que o marketing é uma área repleta de conceitos que podem se tornar confusos se não forem bem explicados. É por isso que hoje nós vamos explicar o que é SEM.

O SEM é uma especialidade do marketing online responsável por gerar tráfego e destaque às empresas através de mais visibilidade nos buscadores. Ele pode ser usado de forma paga ou então orgânica.

E por que ganhar destaque nos mecanismos de busca é tão importante? Bem, nós vamos esclarecer todas as suas dúvidas nesse artigo. Para entender melhor o que é SEM, leia os próximos assuntos:

  • O que é SEM?
  • O dois elementos do SEM;
  • 7 boas práticas de SEM que você deve adotar.

Acompanhe!


sem search engine marketingO que é SEM?

SEM é uma abreviação do termo Search Engine Marketing. O conceito denomina uma estratégia de marketing digital usada para aumentar a visibilidade nos buscadores de pesquisa. Com o SEM, as marcas conseguem aparecer no topo das páginas de resultados das SERPs e, consequentemente, escalar o seu tráfego.

Há duas técnicas dentro do espectro do SEM e talvez você já tenha ouvido um pouco de sobre alguma delas. Pois é, estamos falando de SEO e links patrocinados! O primeiro tipo consiste na otimização de sites, blogs e páginas online de forma totalmente orgânica. Já o segundo tipo envolve anúncios pagos.

Hoje, o Google é uma das ferramentas digitais mais utilizadas no mundo. Ele obtém mais de 100 bilhões de pesquisas por mês e cerca de 96% dos brasileiros pesquisam sobre produtos e serviços que desejam comprar. Portanto, quem não está investindo em SEM está perdendo tempo.


sem search engine marketingOs dois elementos do SEM

Bom, agora vamos falar em detalhes sobre os dois tipos de técnicas de Search Engine Marketing que existem. Vale ressaltar que tanto o SEO quanto os links patrocinados são complementares; e por isso, o ideal é que você combine ambas as estratégias pelo menos por um determinado tempo.

Links patrocinados

Os links patrocinados são anúncios pagos que ganham destaque em posições privilegiadas dos buscadores. Eles podem aparecer tanto em forma de texto quanto em forma de imagem. Tudo vai depender do formato que o anunciante vai escolher.

No Google, eles normalmente aparecem acima dos resultados orgânicos ou na barra lateral da página. Para fazer uma campanha de mídia paga, é preciso se cadastrar em uma plataforma como o Google Ads, inserir seus dados de pagamento e, por fim, escolher sua palavra-chave.

Esses são alguns tipos de anúncios que você pode fazer no Google ADS:

SEO (Search Engine Optimization)

Search Engine Optimization é a segunda camada dentro do SEM. Ela envolve táticas de otimização para os mecanismos de busca, contribuindo assim para o aumento de tráfego e de conversão dos sites. Sem um site bem otimizado para SEO, você dificilmente vai conseguir ter um bom ranking no Google.

A principal diferença entre SEO e links patrocinados é que o primeiro é totalmente orgânico, enquanto os links patrocinados são pagos. Essas são algumas estratégias de SEO que você pode fazer:

  • Planejamento de palavra-chave: é necessário escolher com cuidado suas palavras-chave e posicioná-las estrategicamente durante os seus artigos;
  • Link Building: uma estratégia de link building é importante para que o Google perceba seu site como uma autoridade. Por isso, aplique linkagem interna e externa;
  • Otimização de imagens: o Google gosta de sites que adicionam imagens e vídeos em seus artigos e páginas, pois eles deixam o conteúdo mais dinâmico. No entanto, se você não otimizá-los, eles podem acabar prejudicando o seu desempenho.
  • Otimização de conteúdo e texto: o conteúdo em forma de texto também deve ser otimizado. O uso de parágrafos curtos, heading tags e CTAs ajudam os sites a conseguirem se destacar mais.

5 boas práticas de SEM que você deve adotar

sem search engine marketing

Agora, vamos falar sobre um item importante: quais são algumas práticas que você pode adotar para otimizar ainda mais suas estratégias de SEM? Confira as próximas dicas!

1. Faça uso de palavras-chave de cauda longa

As palavras-chave de cauda longa (long tail keywords) são aquelas formadas por termos muito mais específicos do que as de cauda curta (head tail). Por serem mais específicas, elas possuem um volume de buscas menor.

Por exemplo, se você utilizar a palavra-chave de cauda longa “como otimizar textos para SEO“, terá muito mais chances de rankear no topo do Google do que se usar uma palavra-chave mais curta, como “SEO“. Isso acontece simplesmente porque as palavras-chaves de head tail são as mais concorridas.

2. Crie anúncios persuasivos

Para que seus anúncios gerem resultados satisfatórios, eles precisam ser persuasivos. Afinal, você precisa fazer com que o seu público sinta uma vontade real de clicar neles. Por isso, ao criar seu anúncio, procure aplicar essas estratégias:

  • Escreva uma copy instigante;
  • Insira a palavra-chave da campanha na copy;
  • Inclua um CTA chamativo e persuasivo;
  • Utilize extensões de anúncio.

3. Aprimore seu índice de qualidade

No caso ainda dos links patrocinados, por exemplo, é importante que você sempre aprimore o índice de qualidade dos anúncios. Assim, sua campanha será mostrada com mais frequência nas páginas do Google e seu custo vai ser mais baixo.

Para que isso ocorra, você deve adicionar a palavra-chave da campanha na copy do anúncio e na página de destino do link. É dessa maneira que o Google vai entender que a URL da sua página e o seu anúncio estão alinhados, e como consequência, seu índice de qualidade vai subir.

4. Não use técnicas Black Hat

Se você não sabe ainda o que é Black Hat SEO, agora é a hora de saber. Elas são técnicas duvidosas para burlar os algoritmos dos buscadores e geralmente acabam sendo extremamente prejudiciais para a saúde do seu site.

Antigamente, era mais fácil enganar o algoritmo com técnicas “espertinhas” que se aproveitavam das fraquezas do Google. Mas hoje, as SERPs estão muito mais avançadas e conseguem detectar práticas antiéticas com rapidez. Então, se você aplicar Black Hat SEO, vai apenas obter resultados efêmeros, pois seu site logo será penalizado.

Legal como as estratégias de SEM podem ajudar nos esforços de marketing digital, não é? Elas se tornaram essenciais para o crescimento das empresas e é por isso que você não deve deixar elas de lado!

Curtiu? Então, leia também:
Social Media Optimization (SMO) – O que é e como fazer


Referências:

What is SEM? A guide to Search Engine Marketing