Como desenvolver um plano de marketing em 7 etapas

Por Automação de Marketing, Capa, CRM e Vendas, Dicas, Marketing de Conteúdo, Marketing Digital

plano de marketing

Todas as empresas que desejam escalar seu negócio possuem um plano de marketing. Alguns empreendedores o enxergam como uma despesa, mas você deve encará-lo como um investimento. Afinal, sem um plano de marketing, a sua marca não vai conquistar clientes, nem vai crescer. Então, se você anda pensando que ele é irrelevante, tire essa ideia da cabeça.

Em resumo, um plano de marketing vai descrever seu mercado, seus objetivos, seu público-alvo e tudo o que você precisa fazer para atrair clientes. Ele é essencial para a criação de um planejamento estratégico de atuação. No marketing, nada acontece por acaso: tudo é bem pensando e esquematizado, e é isso que um plano faz.

Nesse post, vamos te mostrar que fazer um plano de marketing não é tão difícil assim. Você aprenderá a iniciar o seu em 7 etapas. Continue lendo para entender:

  • O que é um plano de marketing?
  • As 7 etapas de um plano de marketing.

Acompanhe a leitura!


plano de marketingO que é um plano de marketing?

Um plano de marketing é, sobretudo, um documento onde uma empresa escreve e detalha todas as estratégias de divulgação de uma marca, produto ou serviço. Nele, constam as ações de marketing que devem ser feitas para atingir cada objetivo especificado. Além disso, informações sobre mercado, concorrentes, persona, canais de venda e orçamento também se encontram ali.

Como você pode ver, o plano de marketing nada mais é que um guia de crescimento da empresa. Com ele, você está munido de todos os dados necessários para que possa implementar as estratégias de marketing com eficácia.

O plano permite ainda que o gestor de marketing tenha uma visão ampla sobre o cenário e as ações de marketing. Assim, podemos dizer que um plano de marketing auxilia a:

  • Atrair clientes novos, fidelizar os atuais e recuperar antigos;
  • Aumentar as vendas e o faturamento;
  • Elevar a sua autoridade no mercado, gerando brand awareness;
  • Divulgar produtos ou serviços;
  • Identificar oportunidades e ameaças.

Vamos ver então como esse documento pode ser feito.


As 7 etapas de um plano de marketing

plano de marketing

Um plano de marketing não precisa ser um livro de 1000 páginas complicado. Você pode ser bem objetivo e fazer tudo em 7 etapas. Ainda duvida? Então vem que nós vamos te mostrar como funciona!

1. Análise de mercado

Primeiro, conheça o seu mercado. Para fazer isso, você pode pesquisar tudo sobre o seu nicho: cenário global atual, tendências para o futuro, riscos e concorrentes diretos e indiretos. A etapa de análise da concorrência é bem importante, já que você precisa saber o quanto vai ter que lutar para se destacar.

Uma técnica que pode te ajudar nessa fase é fazer a Matriz SWOT. Ela é uma ferramenta de gestão de desempenho que auxilia a entender o ambiente no qual sua empresa está inserida a partir de 4 pontos:

  • Forças: análise de vantagens internas da empresa em relação aos concorrentes;
  • Fraquezas: análise das desvantagens internas da empresa que podem prejudicar o negócio;
  • Oportunidades: análise de forças externas que influenciam positivamente no seu negócio;
  • Ameaças: análise de forças externas que podem comprometer negativamente a empresa.

A partir disso, você vai ter um entendimento bem completo do seu mercado, e poderá iniciar o planejamento estratégico. Mas antes…

2. Persona

A persona do seu negócio é a representação do seu cliente ideal. Saber quem é o seu público-alvo é essencial, mas se aprofundar nele é ainda mais importante. E você pode fazer isso montando a sua buyer persona.

Para construir sua persona, você deve pensar nela como uma pessoa ou um personagem fictício. Dê a ela características físicas, psicológicas, interesses, hobbies, profissão, estilo, desejos, medos e escreva como são as suas relações amorosas e familiares.

Quanto mais específico você for, melhor, pois ficará mais fácil de entender como se comunicar com o público.

3. Objetivos de marketing

Todo plano de marketing precisa de objetivos e metas específicas para que você saiba para onde ir. Você pode definir seus objetivos com a ajuda de metodologias como o OKR e o método S.M.A.R.T. Veja alguns exemplos:

  • Aumentar as vendas em 20% ao ano;
  • Ser reconhecido como referência no mercado regional até determinada data;
  • Ampliar a atuação da empresa, investindo em canais de venda online, como o ecommerce, até o fim do ano.

Parece difícil pensar nos objetivos, mas não é!

4. Jornada de compra

Nessa etapa, você deve explicar a jornada de compras do seu consumidor ideal. Como ele vai chegar até o seu produto? O que ele precisa fazer pra ser convertido em cliente? Algumas empresas usam o funil mais conhecido da jornada, que é dividida em 4 etapas:

  1. Aprendizado e descoberta;
  2. Reconhecimento do problema;
  3. Consideração da solução;
  4. Decisão de compra.

Em cada uma das etapas, você deve detalhar como o consumidor descobre sua marca, como ele reconhece que tem um problema e como passa a considerar uma solução, para então comprar.

Receba o conteúdo no email

Quer aprender mais sobre a jornada de compra?

Baixe o KIT da Jornada de Compra

5. Mix de marketing

No mix de marketing, você deve definir como serão as variáveis dos 4Ps do marketing no seu negócio. São eles:

  • Produto: se refere a tudo o que compõe o produto, como materiais, fabricação e características intangíveis;
  • Preço: se refere a tudo o que está relacionado com a precificação e o valor (emocional) do produto;
  • Praça: aqui, você deve falar tudo sobre os canais de distribuição do produto;
  • Promoção: todas as ações e atividades de marketing para divulgar o produto nesses canais.

6. Plano de ação

Chegou a hora de criar uma lista com 5 a 10 ações de marketing que sua marca vai fazer para atingir seus objetivos. Lembre-se de que elas devem estar embasadas no seu mix de marketing. Dessa forma, você garante que todas as suas estratégias estarão alinhadas.

Veja então 2 exemplos:

  • Objetivo: aumentar as vendas em 20% ao ano;
  • Ação: contratar influencers para divulgar o produto, investir em anúncios pagos no Instagram e em produção de conteúdo orgânico.
  • Objetivo: fidelizar os clientes atuais para que voltem a comprar;
  • Ação: criar uma área de membros VIP com benefícios para clientes que fizeram compras até um determinado valor.

7. Controle de orçamento e de resultados

Por fim, você deve definir quanto deseja gastar nos seus esforços do plano de marketing e quanto espera de retorno. Ou seja: ter um orçamento definido vai te ajudar a não ultrapassar seus limites de custos.

Além disso, você deve estimar um valor para cada ação de marketing e um prazo de duração. Depois que definir o valor, selecione os KPIs mais relevantes para a análise da sua performance. Sem eles, você não conseguirá mensurar seus resultados ou então realizar ajustes, caso seja preciso otimizar suas campanhas. Portanto, não subestime o poder das métricas.

Esse conteúdo foi útil? Então, leia também:

7 coisas que podemos aprender com Philip Kotler

O que acha de expandir a sua estratégia de marketing com o Dinamize Automation?

Conheça agora!